Como participar um sinistro num imóvel de habitação

Neste artigo vou dar dicas de como poupar tempo e quais os elementos necessários para ser mais eficaz na participação de um sinistro que ocorra na sua casa. Também se aplica a condominios.

Na sua habitação, os sinistros mais vulgares são:

Danos por água, que resulta de um rebentamento de cano do vizinho de cima e que danifica a sua fracção ou então um rebentamento de cano da sua fracção que danifica o tecto do seu vizinho.

Neste caso, se na sua fracção aparece humidade e manchas no tecto de uma das divisões da casa, deve alertar o vizinho e solicitar que o mesmo alerte a seguradora dele, enviando os seguintes documentos (pode também pedir o número da apólice e o nome da seguradora ao vizinho ou à administração do condomínio e fazê-lo você mesmo):

– Participação, descrevendo as circunstâncias do sinistro

– Fotografias dos danos

– Orçamento de reparação (aqui também engloba a pesquisa da avaria)

– Relatório indicando a causa do sinistro – é elaborado por quem faz o orçamento

Se for feito desta forma, mais rápida é a resolução do sinistro e se o prejuízo for baixo, a seguradora limita-se a efectuar o pagamento.

Se houver falta de água durante umas horas e deixar uma torneira aberta, deverá solicitar à companhia das águas uma carta a comprovar que no dia X no período horário compreendido entre as horas Y e Z houve falta de água.

Inundações e Tempestades – resulta da entrada de água das chuvas ou transbordo de rios e afins.

Envie os seguintes documentos:

– Participação, descrevendo as circunstâncias do sinistro

– Fotografias dos danos

– Orçamentos

– Havendo intervenção de Bombeiros, peça relatório

Normalmente são sinistros que dão origem a pagamento de elevadas indemnizações. Será necessário peritagem.

Furto ou Roubo

Envie os seguintes documentos:

– Auto de ocorrência das autoridades

– Participação, descrevendo as circunstâncias do sinistro

– Fotografias do local por onde os amigos do alheio entraram – pretende-se comprovar o escalamento ou arrombamento

– Se possível, facturas de compra dos bens roubados ou em alternativa facturas pro-forma dos bens sucedâneos.

– No caso de Jóias Ouro prata e objectos preciosos, entregue fotos à policia e à seguradora juntamente com a estimativa do valor – na altura em que fez o seguro mencionou que tem objectos destes em sua casa, certo? Se não o fez, esqueça. Não terá direito a qualquer indemnização.

Riscos Eléctricos ou equipamento electrónico

Envie os seguintes documentos

– Participação

– Orçamento de reparação

– Relatório da causa da avaria

– Factura pro-forma de um bem idêntico caso não seja viável a reparação

– Fotografia do bem avariado

Incêndio

Envie os seguintes documentos:

– Participação

– Fotografias dos danos

– Relatório de intervenção dos bombeiros (em alguns casos será necessário – contacte a sua seguradora)

– Orçamentos ou facturas pro-forma ou factura de compra dos bens danificados

– Se ficar privado da sua habitação, contacte a seguradora para lhe arranjar um local alternativo onde ficar

Em todos os casoa acima descritos, junte sempre o comprovativo do NIB

Torne-se nosso fã no Facebook

Cordiais Saudações

Pedro Monteiro

82 Comentários.

  1. Bom dia.
    Em dias de chuva chove em dois quartos da minha casa, no verão já tinham verificado o telhado e não encontram nada. O seguro cobre danos por causa de chuva sem se ter a certeza da causa? Neste momento a chuva desce pela parede e pinga do tecto. Como devo fazer a participação? O que referir e o que ocultar?
    Obrigada.

    • Liliana

      Para um seguro assumir um prejuízo, tem que haver uma causa. Sem ser detectada a causa, não há cobertura.
      Participe ao seguro e o perito irá verificar a causa do sinistro.

  2. Olá sr. Pedro tenho um caso muito bicudo em mãos não sei se me poderá ajudar, mas qualquer ajuda é bem vinda. Resumindo, apareceu água na cozinha da minha mãe, percebemos, chamamos um técnico e viu se k não era da minha mãe. O sr foi á casa da vizinha da minha mãe e percebeu k era dali k vinha a água. Comunicá mos o sinistro a.seguradora e o perito foi lá a casa. Enviamos toda a documentação para a seguradora, fotos, relatórios, orçamentos. Mas a seguradora disse k nao pois era má utilização dos canos. A vizinha da minha mae não se mostrou muito interessada em insistir com a seguradora. Depois de muito insistir ela escreveu uma carta á seguradora k respondeu a dizer k vão pagar 300 e poucos euros á minha mãe. O k fikou danificado na cozinha da minha mãe foi o exaustor, um móvel por cima do exaustor e uns tantos azuleijos. A minha mãe tem uma cláusula no contrato dela com a seguradora k cobre os danos estéticos. O prédio já é antigo, logo não há moveis, nem azulejos iguais. Como é k só lhe dão este valor? O k devo fazer? E não esquecendo k as duas companhias são a mesma, a da minha mãe e a da vizinha dela. Ocidental do Millennium. Obrigado.

    • Cláudia

      Os danos são pagos pela apólice da sua vizinha.
      Quanto à questão dos azulejos, exija à Ocidental que pague a substituição dos azulejos na totalidade via cobertura de responsabilidade civil da apólice da sua vizinha

  3. Boa noite, Sou proprietário de uma moradia, durante o ultimo inverno numa noite de muito vento, uma da portadas bateu violentamente e danificou-se!
    O seguro tem responsabilidade sobre esta dano certo?
    Como posso fazer para reportar a situação a seguradora.
    Ivo

  4. Boa tarde,
    Não existindo, como me parece, prazo legal estabelecido para as seguradoras responderem no seguimento da participação de um sinistro enquadrado na apólice casa, existe algum prazo “normal” ou mais comum. A peritagem já foi feita há 1 mês e a participação mantém-se em “gestão”.
    Obrigada

    • Maria

      Contacte a seguradora. Há sinistros de maior complexidade que fazem com que demore mais tempo.

      • Obrigada pela resposta, Pedro.
        De acordo com a seguradora continuam a aguardar a peritagem, que não estará completa porque lhes falta o auto da polícia.
        Mais uma vez obrigada

  5. Boa tarde,
    Existe algum prazo legal para a conclusão de um processo de pedido de indemnização por furto, por parte da seguradora? Gostaria também de saber se existe um prazo para, após a visita do perito, o meu proceder à conclusão do relatório.
    Muito obrigada,

  6. Boa noite
    tive um incidente com a torradeira na cozinha, que incenciou não sei bem porque, como estava em cima do microondas, estragou o e mais ainda uma pulseira minha que estava perto e também ficaram danos no armario. Será que o seguro do recheio da habitação e do edificio abrangem esta situação?

    • Ana

      À partida sim. A torradeira pode não ficar coberta porque o equipamento causador do sinistro não está coberto, a não ser que se prove que foi devido a curto circuito sendo enquadrado na cobertura de riscos eléctricos.

  7. Boa tarde. No final de Agosto tive um incêndio na cozinha q m deixou a casa impossível de habitar. Acionamos logo o seguro e a visita do perito foi rápida. Como estou grávida de 8 meses tivemos de activar a mudança temporária de habitação. Já enviamos as facturas referentes a 1 mês + 1 mês de caução, assim como da limpeza da casa e roupa e até agora não tivemos retorno deste dinheiro. Em quanto tempo a seguradora tem de começar a pagar estas facturas, já que estão abrangidas pelo meu seguro?
    Obrigada

  8. Boa tarde eu comprei uma casa a 2semanas e ocorreu me um problema na casa de banho o tubo do escuamento da banheira rasgou e a água começou se a infiltrar toda no teto da minha cozinha e também detetei humildade nas paredes da sala devido a uma rachadela no exterior da casa certamente já estava assim a algum tempo posso contactar a companhia de seguros por causa das 2 situações
    Obrigado

    • Cardoso

      No caso do tubo e por ter sido repentino, sim.
      No caso das paredes da sala, não, porque é uma situação pré-existente à data da compra da casa e a rachadela pressupões falta de manutenção da fachada.

  9. Bom dia,

    Tenho um seguro de condomínio, partes comuns, da Traquilidade, que inclui a franquia de danos por água e danos em instalações e canalizações subterrâneas.

    A parede à beira das escadas (na entrada principal) começou a deitar água (deve ser rotura na canalização). O risco está coberto, certo? Será pela cobertura de danos por água ou pela cobertura de danos em instalações e canalizações subterrâneas?

    Obrigado

  10. Qual é o prazo de resposta sinistro, por parte do seguro, de imovél

    • Caro Rocha

      Não há prazo legalmente definido.
      Normalmente é na elaboração do relatório final de peritagem que se demora mais tempo. Em média as seguradoras demoram 1 a 2 semanas a pronunciar-se sobre um sinistro apos recepção do relatório do perito

      • Boa tarde,

        AGradeço a resposta,
        o meu caso vai fazer dois meses,
        no entanto, no meu entender, face ao disposto previsto no CPA, Código de Procedimento ADministrativo, oferçe o prazo de trinta dias ao instrutor do processo,
        cujo o prazo expire
        estamos na figura de deferimento tácito
        certo?

  11. A minha casa tem uma infiltração de agua e o andar de cima foi penhorado pelo banco, quem é responsavel pela resolução desta situação?
    Obrigada

  12. Alexandra Rodrigues

    Boa tarde,
    Sou proprietária duma loja (RC e cave) e ao nível da cave foi encontrada água que viemos a descobrir tratar-se de águas dum quintal dum prédio das traseiras. Já contactei o proprietário que diz ter seguro, mas já passaram 4 meses e nada.Quero chegar á fala com o administrador para que accione o seguro do condominio, mas nunca me atende. O que posso fazer mais?
    Obrigado.

  13. Joaquim Maria Boiada Fernandes Alves

    Boa Tarde
    Resido num R/C, onde tenho só um vizinho a residir por cima, já por varias vezes me inundou as minhas fracções, ultimamente foi a casa de banho foi ter com ele mas o problema persiste, o individuo não quer saber, seguros da parte dele não existem, como devo proceder e que documentos devo juntar caso a via seja judicial
    Joaquim Alves
    Obrigado

  14. Elisabete Furtado

    Boa Tarde,

    O meu vizinho de cima teve um problema na casa de banho dele, que provocou danos no tecto de minha casa de banho, bem como na minha despensa, pois a água inflitrou-se por algumas divisões, tendo inclusivé afectado a minha vizinha de baixo.
    Posto isto, conseguimos falar com o vizinho e pedimos que ele reportasse a situação a seguradora dele (pois o senhor também não nos deu o nº de apólice dele – apenas sabemos qual a companhia de seguros).
    Entretanto já passaram 2 semanas e continuamos sem resposta, sem contacto algum seja dele ou da companhia de seguros dele.
    É normal demorar tanto tempo, sem ter nenhum contacto? Como devo proceder nesta situação?

    Obrigado

    • Elisabete

      Algo me diz que o seu vizinho não participou ao seguro. Se soubesse o numero da apolice, bastaria contactar a seguradora. Peça ajuda à administração do condominio. Eles têm o numero da apolice.

      • Elisabete Furtado

        Obrigado pela rápida resposta Pedro.
        Se me permite uma outra questão, o condominio é gerido por uma empresa: eles podem recusar se a indicar-me o número da apólice do meu vizinho?

        • Elisabete

          Mostre os danos à administração do condominio, explique-lhe o que se passa e decerto que lhe darão a informação necessária.

          • Elisabete Furtado

            Pedro,

            Desde já, muito obrigado pela sua resposta e ajuda.
            Gostaria apenas de deixar o resultado desta cruzada, também no sentido de puder ajudar outras pessoas que possam estar na mesma situação que eu.
            A administração de Condominio não me quis indicar o número de apólice do vizinho, com indicação de que eu nada poderia fazer com a respectiva apólice e que além disso os moradores não são obrigados a entregar o comprovativo de seguro a administração. Indicou me que o seguro obrigatório é apenas de incêndios e que não iria cobrir os danos da minha casa. Apenas se prontificou a tentar falar com o morador em causa.

          • Elisabete

            Os moradores são obrigados a entregar à Administração do condominio uma apólice de seguro que garanta o risco de incêndio pelo menos.

  15. Boa tarde,
    A minha vizinha de baixo está a alegar que tem uma inundação na casa de banho dela e diz ser da nossa casa, no entanto não existe qq prova de que seja mesmo da nossa casa, uma vez que não tenho qq dano na mesma, além do mais as nossas habitações têm várias rachadelasno exterior e que entra bastante Humidade. terei que ser eu a responsabilizar-me pela situação ou posso exigir que seja peritada para ver de quem é a culpa na realidade? Obrigada

  16. Boa noite, um vizinho meu teve um problema com um cano do WC na passada semana, prontamente veio logo a minha casa ver os danos e pediu uns dias para poder avaliar os danos. Informou que não tinha seguro e que já estava a tratar e fazer um de imediato para tentar solucionar o problema. contudo passou uma semana e ainda não foi ativado, poderá a seguradora aceitar ou será melhor falar com ele a pedir a reparação?

    Obrigado

    • Boa tarde João

      O que o seu vizinho está a fazer é fraude. Está a querer fazer um seguro para cobrir um dano já existente. Não aceite essa situação para seu bem. Enganar a seguradora constitui crime.
      O seu vizinho deverá assumir os prejuizos do bolso dele.

  17. Bom dia!

    Fiz participação à minha seguradora de infiltraçao de àguas que terão entrado não sei bem por onde em minha casa (moradia), isto é, levantaram o chão perto da janela de um dos quartos. Nas condiçoes particulares e especiais apenas mencionam que cobrem danos por aguas. Será que se podem recusar a pagar o devido valor que for apurado? (Ainda não obtive resposta à minha participação) Obrigada!

    • Cara Sofia

      A seguradora assumirá a responsabilidade se o sinistro estiver enquadrado nas coberturas da apólice. Se se deve a uma infiltração por defeito de construção do imovel ou vício do mesmo, não cobrirá.

  18. Bom dia!
    Tive uma inundação em casa, devido ao tubo da máquina de lavar ter saído do sítio e agora o chão da sala (que é flutuante) está todo a levantar e a descascar.Está um perigo… O seguro multi-riscos habitação cobre? Obrigada

  19. Boa tarde
    Estou desiludido com a minha companhia de seguros – AXA.
    Depois de um mau tratamento sobre um acidente de automóvel, sou agora confrontado com outra situação.
    Tenho um telheiro e garagem que no dia 6Abr2015, em que ocorreram fortes chuvadas, foi inundado devido a entrada de água pela parede que confina com a garagem do vizinho.
    Houve uma peritagem que confirmou, pelo menos a mim,a ocorrência da inundação e dos prejuízos causados.
    Posteriormente, recebo uma Informação da seguradora dizendo:
    -O sinistro não tem enquadramento em nenhuma das caracteristicas dos riscos garantidos pela Apólice em referência.
    Não obstante as fortes chuvadas ocorridas na região, que provocaram diversas inundações, as paredes se encontravam já fissuradas anteriormente, decorrente de uma degradação lenta, gradual e progressiva tendo estas sido agravadas em consequência das fortes chuvadas.
    O facto da moradia contígua se encontrar a uma cota superior, assim como o muro de encosto, tem exercido ao longo dos tempos pressão sobre as paredes que foram fissurando tendo as chuvadas do dia indicado agravado a situação, ao ponto de inundar o local, tal como bem comprovam as fotografias.
    Gostava de saber a sua opinião, uma vez que me julgo alvo de decisão injusta, o que me levará a romper com todos os contratos que tenho com esta seguradora.
    Antecipadamente grato

    • Caro Roberto

      A decisão da seguradora está certa. Cabe ao segurado manter a casa em excelente estado. A casa já tinha fissuras, já havia uma degradação lenta que foi agravando com o decorrer do tempo e das chuvadas.
      Pode mudar de seguradora, mas enquanto não fizer obras para resolver os problemas, nenhuma seguradora vai assumir futuros prejuízos.

  20. Boa tarde, por favor necessitava de uma orientação sua em relação a minha casa. Ultimamente tem chovido mais do que habitual, tem entrado ímensa água dentro de casa pela parede abaixo a água corre em todas as divisões da casa. Muitas vezes chega a pingar a água em cima dos lustres de luz. Já participei esta situação à minha Seguradora Fidelidade, eles alegam que a casa foi mal construída e devido a esse factor não podem fazer nada. No entanto pago os seguros mensais todos os meses com a prestação da casa e ainda pago um seguro anual. Não existe nada que posso fazer para que a Seguradora ajude a solucionar esta situação. Tem sido um desespero, temos um bébé de 5 meses e temos de estar sempre em alerta para que não caia água em cima dele, temos de estar constantemente a desviar os móveis que se estão a estragar devido a humidade. Para além disso, temos de pintar a casa todos os anos devido à humidade provocada pela infiltração da água que estala com a tinta com bolor que se cria. Infelizmente não tenho condições económicas para fazer esse arranjo, esta situação se deteriora de dia para dia e infelimente tenho receio de que algo bem mais grave aconteça. Por favor necessitava mesmo da sua orientação para que consiga fazer algo para melhorar as nossas condições de vida, principalmente do nosso bébé.

  21. Paulo Gonçalves

    Boa tarde, tenho humidades no teto e paredes dos quartos. O seguro multirrisco cobre estas situações? Obrigado

  22. Boa noite Pedro,

    Sendo administradora do condomínio herdei este problema da administração anterior: três condóminos (dos 1º,2º e 3º(ultimo andar) esquerdos,estão todos com problemas de infiltrações. No ano passado a administração anterior pediu a opinião do mestre de obras que disse que as infiltrações poderiam ter origem num algeroz (tubo de queda) que é interior e ainda original do prédio e que poderia já estar danificado. Como as infiltrações dos 3 andares não são semelhantes, pedi mais uma opinião a um eng.civil, que me disse que as infiltrações poderiam ser das varandas estarem com problemas de infiltrações. Tenho duas dúvidas que são as seguintes:
    1º Se as opiniões dadas são diferentes acerca da origem, os três condóminos não deveriam fazer cada um deles a participação do seu seguro para verificar a opinião dos peritos acerca da origem(s)do problema? Até poderá não ser responsabilidade do condomínio.

    2ºSe se verificar que a origem está no algeroz danificado, deverá ser o condomínio (neste caso todos os condóminos, pois não existe um seguro do condomínio mas os individuais de cada condómino)a fazer a participação?

    Muito obrigada pela utilidade deste blog

    • Boa tarde Raquel

      O seguro não deverá cobrir os danos porque estamos a falar de infiltrações com origem em varandas e estruturas danificadas, que constituem exclusões
      Como não há seguro de condomínio, cada condómino deverá participar ao respectivo seguro.

  23. Boa tarde,
    Tenho um forno estragado, será que o seguro de recheio não abrange este tipo de acontecimento. Obrigado.

  24. Olá, bom dia

    Tenho um armário da cozinha e respectivo rodapé todo estragado por causa de águas que vieram da máquina de lavar e de um cano mal apertado debaixo do lava-loiças. (A máquina de lavar está a deitar água por baixo e ainda desconheço a causa). Alguma destas situações é coberta pelo seguro multi-riscos?

    • Cara Patrícia Paiva

      Cano mal apertado é causa para a seguradora não assumir a responsabilidade, pois danos devidos a falta de manutenção ou defeitos estão excluídos.
      Poderá responsabilizar quem apertou mal o cano.

  25. tenho uma racha grande na parede e no tecto do quarto da minha filha como elaborar participações às seguradoras e cuidados a ter na elaboração das mesmas.
    obrigado

  26. Boa noite,
    Tive infiltrações no tecto e paredes no meu apartamento devido a rotura de canalização do vizinho de cima. Prontamente o meu vizinho accionou o seguro. Veio o relatório e a companhia de seguros pagará a mim 700€ o restante é franquia que terá de ser paga pelo meu vizinho. A minha questão é que tem de ser eu a pedir o dinheiro ao meu vizinho? Não é a companhia que me deveria pagar tudo e depois pedir o dinheiro da franquia ao segurado? Aguardo o seu comentário. Obrigado Jorge

    • Caro Jorge

      A seguradora do seu vizinho deveria pagar tudo a 100%. Não me lembro de nenhuma seguradora com franquia na Responsabilidade Civil do Imóvel. Deverá pedir esse valor ao seu vizinho.

  27. Olá Pedro,
    Sou condómino, tenho um terraço enorme (quase 200m2) só com 3 escoadores de águas das chuvas (e claro lavagens) preocupo-me em limpar quase todos os dias o terraço, no entanto com as fortes chuvadas (trombas de àgua) que têm caído os escoadores entopem por diversas vezes. Os terraços são o telhado (ou tecto) das garagens e são área comum de usufruto próprio. O prédio tem cerca de 7 anos e sei que nunca foi feita manutenção dos canos e como tal estão a entupir por diversas razões, calcário acumulado (muito) e claro lixo vindo de outros terraços vizinhos, só que o meu é o último (sentido descendente).
    Já tive que mandar vir uma empresa de desentupimento que só resolveu (parecia) arrancando os tubos na garagem, ficando eu com a garagem imunda, isto ás 3hrs da madrugada.
    A continuar a situação de entupimento as águas das chuvadas vão entrar dentro de casa e depois vão danificar tudo.
    Falei com o administrador que quer resolver a situação mas não sabe como e ainda por cima à cerca de 10 dias que se encontra longe (300km) e que também é condómino.
    Gostaria que me aconselha-se o que fazer, afim de resolver a bem ou a mal a situação. Cada vez que chove fico com o coração nas mãos e nem posso dormir descansado 😥
    Obrigado pela sua atenção.
    Nuno

    • Caro Nuno

      É obrigação do condomínio ter o prédio em boas condições.
      Não é o caso.
      Para resolver este problema terão que efectuar as obras necessárias.
      As seguradoras irão declinar todo e qualquer sinistro derivado de falta de manutenção do prédio.

  28. Boa tarde,

    Tenho o teto da minha varanda cheio de bolor, penso que devido à àgua da chuva que entra na varanda de cima do vizinho. Eu tenho a varanda fechada e o meu vizinho de cima não. Posso solicitar que ele accione o seguro?

  29. Boa tarde,

    Participei ao seguro o levantamento do soalho de um quarto causada pelo exterior do edifício. Segundo o parecer do seguro está excluído pois trata-se de problemas causados por falta de manutenção do edifício.
    A manutenção do edifico está prevista para o decorrer deste ano, no entanto a decisão de manutenção tem de ser aprovada pela maioria dos condóminos que só chegaram a acordo após o soalho ter levantado.
    O que posso fazer para que o seguro possa ser efetivamente implicado?

  30. Boa tarde, a minha vizinha do apartamento de baixo queixou-se de uma infiltração na sua casa de banho, activei o meu seguro multi-riscos e no dia seguinte, veio a minha casa e da vizinha um Sr. de uma empresa que trabalha para a seguradora.
    O Sr. trouxe equipamentos para ver os canos e a humidade, teve mais de uma hora, a torneira de água aberta, ligou o chuveiro a quente e frio, fez várias descargas do autoclismo, e não apareceu água no vizinho de baixo nem humidade, estava seco. Abriu ainda um buraco por baixo do poliban, para ver se estava seco, e tapo-o com uma grelha de plástico, acho que chamam um buraco “expia?”.
    Agora a vizinha de baixo quer que eu pague um móvel da casa de banho e um aro da porta que estão estragados, mas o Sr. da empresa, diz que não tenho problema nenhum no meu apartamento, e que aqueles danos não são recentes, e como tal o seguro não paga os estragos.
    O que devo fazer? Fiquei com a ideia que ela criou esta situação para eu pagar os estragos já existentes, e que ela criou.
    Obrigado.

  31. Natália Marques

    Bom Dia,
    Em 15 de Março de 2011, houve uma tempestade de granizo muito grande que me destruiu por completo uma cobertura em estrutura metálica e em painel Sandwich anexa à minha habitação. Fiz a participação ao seguro não concordaram em pagar, 1ºalegaram que não foi tempestade, 2º alegaram defeito na construção, então segui para tribunal. A audiência está marcada para este mês (passados 3 anos).A minha apólice Multi riscos cobre as tempestades de granizo, por isso estou confiante que vai correr bem, apenas tenho dúvidas no seguinte: Esta cobertura foi feita sem licença da Câmara, mas tenho projecto da empresa que montou, e pago IMI da minha habitação que engloba esta área coberta, e tenho caderneta predial será que isto pode ser motivo forte para a seguradora não pagar?
    Agradeço desde já a sua disponibilidade. Obrigada
    Natália Marques

  32. Boa tarde, um dos disjuntores do quadro elétrico da minha habitação disparou sem que alguém tenha dado conta. Ora esse disjuntor era o que fornecia eletricidade para uma arca congeladora que tenho na minha arrecadação e todos os alimentos ficaram estragados.
    Será que o seguro “riscos múltiplos habitação” do banco cobre esses danos?
    Obrigada

  33. boa tarde, tive incendio em casa, a qual ficou inabitável. contactei o seguro multiriscos (da Ocidental) a questionar o realojamento, dizem que a minha apolice nao cobre. no entanto eu penso que essa é uma cobertura base do multiriscos… poderá esclarecer?

  34. Olá Pedro,
    Abri um sinistro devido a uma avaria eletrica.
    Gostaria de saber como calculam eles a desvalorização do equipamento.

    Pode ajudar?

    • Se tiver a cobertura de valor substituição em novo, pagam com base no valor em novo do bem
      Caso contrário, é com base no ano do equipamento, aplicando-se a desvalorização por cada ano até à data do sinistro

  35. Boa noite, no meu prédio existe 2 condóminos que não tem seguro habitação multi-riscos, qual será a melhor maneira de proceder?
    Obrigado