Como se faz um seguro de transporte de mercadorias?

O seguro de transporte de mercadorias é feito para segurar o transporte da mercadoria por terra, mar ou ar.

O que cobre?

– Perda do bem transportado por via marítima, terrestre ou aérea

– perdas e prejuízos originados por situações extraordinárias ou sacrifício da mercadoria por uma causa maior. Exemplo: Se o barco enfrentar uma tempestade e o capitão do mesmo decidir deitar mercadoria ao mar para salvar o barco e tripulação.

– Incêndio

– Queda de Raio e Explosão

– Capotamento do veículo transportador

– Choque ou colisão entre o veículo transportador  e outro veículo ou obstáculo

– Abatimento de obras de engenharia (pontes e túneis, por exemplo)

– Aluimento terras

– Furto ou Roubo desde que contratada a cobertura complementar (Cláusula)

Quais são as exclusões?

Ficam excluídos todos os danos e despesas resultantes de:

– Contrabando e comércio clandestino

– medidas sanitárias e de desinfecção

– Mau acondicionamento ou deficiência de embalagem cuja responsabilidade seja do Tomador do seguro (quem faz o seguro)

– Alterações ao próprio produto

– Atrasos na viagem

– Diferenças de cotação e perdas de mercado ou qualquer outro fenómeno que causem prejuízo na transacção comercial do segurado.

– Acções ou omissões dolosas do Tomador do seguro ou segurado

– Efeitos derivados de explosão nuclear ou radioactividade

As exclusões que se seguem podem ser derrogadas passam a estar garantidas pelo seguro) mediante sobreprémio:

– Captura, apreensão, arresto, penhora, presa ou detenção e suas consequências

– Explosão de bombas e consequências de guerras, rebeliões, revoluções e actos de terrorismo

– Actos de pirataria

– Greves, tumultos e alterações de ordem pública

Em que modalidades pode ser feito?

Existem várias cláusulas:

Cláusula A – aconselho contratação desta cláusula em mercadorias novas

Cláusula B – aplicável a mercadorias usadas e para transportes terrestres (Marítimo não é aconselhável pois tem poucas coberturas)

– Cláusula C – aplicável a mercadorias usadas, também podendo se aplicável a mercadorias novas, mas com menos coberturas que a “A”

– Transporte de Mercadorias em situações de Guerra

– Transporte de Mercadorias em situações de Greve

– Transportes aéreos

– Furto ou Roubo

– Cláusula de Substituição

Quais os documentos necessários para reclamar em caso de sinistro?

– Original da apólice ou certificado de seguro

– Original ou cópia autenticada do documento de transporte

– Factura do bem

– Certificado de vistoria efectuada pela entidade indicada na apólice ou certificado de seguro

– Cópia da carta dirigida ao transportador ou outras entidades envolvidas a reclamar os danos no bem e  respectiva resposta

Comente e torne-se nosso fã no Facebook.

Cordiais Saudações

Pedro Monteiro

1 Comentários.

  1. A Cláusula A do seguro de Transporte de Mercadorias - pingback on 20 de Junho de 2011 em 6:48

Trackbacks e Pingbacks: