Exclusões específicas da cobertura Danos por Água em Habitações e Condomínios

Hoje abordarei exclusões do seguro multirisco para habitações e condomínios, sobretudo as que dizem respeito à cobertura de Danos por Água. Uma grande parte dos sinistros acontece devido a danos por água.

Como se sabe, danos por água é uma cobertura que pode ser accionada em caso de ruptura, defeito, entupimento ou transbordamento da rede interior de distribuição de água e esgotos do edifício, bem como de todos os aparelhos ligados a essa mesma rede.

Se porventura a água congelar nas tubagens e houver danos derivados disso, a seguradora poderá indemnizar os prejuízos resultantes desse acontecimento. Verifique nas Condições Gerais nos Riscos Cobertos – Danos por Água – se a sua seguradora cobre o congelamento da água nas tubagens. Pode haver seguradoras que não cubram.

Podem também ser incluídos os custos derivados de trabalhos de pesquisa para detectar onde se encontra a fuga, bom como os gastos de reparação e substituição de peças afectadas. Verifique na sua apólice qual o limite de indemnização da cobertura Pesquisa de Avarias.

Agora que entendeu a cobertura de Danos por Água, vamos ver a “dolorosa” -  exclusões.

A cobertura de Danos por Água em habitações e condomínios em todas as seguradoras tem as seguintes exclusões:

- danos causados por torneiras deixadas abertas, salvo quando se tiver verificado e comprovado falta de abastecimento de água

- danos causados pela entrada de água das chuvas através de telhados, portas, janelas, clarabóias, terraços e marquises

- danos causados pelo refluxo de águas provenientes de canalizações ou esgotos não pertencentes ao edifício

- danos causados por infiltrações de paredes e/ou tectos, humidade e/ou condensação, com excepção de danos resultantes de ruptura, defeito, entupimento ou transbordamento da rede interior de distribuição de água e esgotos do edifício, bem como de todos os aparelhos ligados a essa mesma rede.

- danos causados por fugas, escapes ou derrames devidos à má conservação da habitação ou edifício. Em suma, negligência.

Podem haver exclusões adicionais em algumas seguradoras. Leia as exclusões da cobertura de Danos por Água nas condições gerais da sua seguradora para ficar a saber. Contudo posso dizer que se houver, na sua seguradora, mais alguma exclusão das que já mencionei, mude o seu seguro para uma seguradora que só tenha estas exclusões.

Comente e acompanhe o nosso Blog no Facebook.

Cordiais Saudações

Pedro Monteiro

Deixar Comentário

240 Comentários

  1. Boa tarde Sr Pedro Monteiro,

    Tenho uma infiltracao no primeiro andar da moradia onde resido que se deve a uma fenda no isolamento da cobertura. A companhia de seguros informou me que visto os danos serem consequência de infiltrações pela cobertura do edificio
    seguro, fruto do efeito combinado de defeito construtivo e falta de conservação que os danos nao são cobertos. A questão do defeito construtivo e falta de conservação não sei de onde são oriundos uma vez que a casa tem 6 anos logo não poderá ser por falta de conservação. A minha questão é que os danos podem ter sido provocados pela queda de granizo e não necessariamente por “defeito construtivo ou falta de conservação”.
    Resumidamente, existe ou não alguma responsabilidade da seguradora nestes casos ?

    Obrigado e parabens pelo sua iniciativa.

  2. Boa noite,

    no meu apartamento houve uma fuga de água (um cano arrebentou) e causou danos no vizinho de baixo. Não queria activar o seguro pois os danos são menores e disse que arcaria com as responsabilidades. No entanto o vizinho de baixo pediu um orçamento para os danos e este é ridiculamente excessivo. A minha pergunta é a seguinte, eu tenho de pagar o que o meu vizinho quer ou tenho direito a pedir um segundo orçamento a outra empresa?
    Muito obrigada

  3. Boa noite,
    Desde que comprei a minha casa que está apresenta infiltrações de água no quarto. Na altura a advogada do condomínio assumiu o caso( havia vários no prédio) e fomos para tribunal com o construtor. Após alguns anos com adiamentos o construtor acabou por falir e não arranjou nada. Eu mandei pintar o quarto e tapar as fendas mas o problema manteve-se. Neste momento a água já escorre pela parede sempre que chove. Alertei o condomínio pois o problema vem de uma parede exterior ou do terraço que fica por cima. A administração do condomínio já cá veio, já mandou cá os trolhas e diz que vai resolver. Da primeira vez apenas colocaram silicone à volta da janela, não resolveu… Entretanto vieram à 2. Vez e disseram que era novamente falta de silicone!!! Penso que estão só a tentar adiar o trabalho! O que devo fazer?? Já tenho o soalho a levantar e buracos nas paredes!!! Quem deve pagar os estragos que já tenho no quarto??

    Obrigada!

    Cumprimentos,

    Claudia

  4. admitindo uma apólice “normal” multiriscos, que direitos tenho quando por corrosão na zona do ralo de banheira em esmalte, houve danos próprios e a terceiros, sendo que o problema não era visivel, dado estar num ângulo de dificil visualização, so tendo sido detetado acidentalmente, numas das últimas tentativas de identificação da origem do problema. o problema. de facto, decorre de um problema de corrosão do esmalte na zona de contacto com o bordo exterior do ralo.. algum caso idêntico conhecido? com que desfecho?

  5. Mª. Martins Freitas Santos

    Boa tarde Sr. Pedro Monteiro!

    Ficaria muito grata se me puder esclarecer a seguinte situação:
    Há cerca de um ano dei com infiltrações de água no meu anexo de garagem proveniente do lugar de garagem ao lado, que por sua vez caia do teto da garagem.
    Participei a empresa administradora de condomínio que chamou um perito que fez avaliação aos estragos. Sem nunca ter recebido uma palavra da empresa administradora do condomínio, vim agora a saber que a companhia de seguros não paga os estragos pelo que não vou ser ressarcida dos prejuízos causados pelas infiltrações.
    A minha questão é: o administrador de condomínio é responsável por estes estragos ou terei de ser eu a arcar com os prejuízos muito embora o problema tenho surgido inicialmente no teto da garagem e por falta de resolução do problema a água se tenha infiltrado posteriormente na arrecadação?
    Ficar-lhe-ei muito grata por uma resposta.

    Melhores cumprimentos
    Mª. Martins

    • Cara Maria Martins

      O que é que a seguradora invoca para não assumir a responsabilidade?
      Não foi possível apurar a origem dos danos? É devido a falta de manutenção?
      Em caso afirmativo, terá que suportar estes prejuízos porque não há cobertura para estas situações.
      Quanto à questão dos danos na arrecadação por falta de resolução do problema, poderá exigir o pagamento do prejuízo à administração do condomínio caso prove que se deveu a desleixo da administração.
      Temos parceria com um escritório de advogados se necessitar de mais esclarecimentos (primeira consulta gratuita). Envie mail privado para sitedosseguros@gmail.com com cópia da mensagem que nos escreveu, caso esteja interessada.

  6. Boas
    Pretendia, caso fosse possível o esclarecimento acerca da seguinte situação, uma vez que envolve seguros e as partes que abrange.
    Resido num lote composto por 6 apartamentos, actualmente começou a surgir infiltrações de agua num dos apartamentos do rés do chão, após pesquisa apurou se que as inundações são provocadas por um cano que esta ligado ao escoamento do 1.º direito e esquerdo (comum aos dois e não ao prédio), e que este cano antes de entrar no escoamento de aguas comuns deixa sair agua com a pressão acumulada dos dois lados.

    A minha dúvida é:
    A quem compete o arranjo dos danos.
    Aos 1.ºs andares! Sendo este cano comum apenas aos 1.ºs andares, uma vez que a fuga se dá antes de entrar no cano do escoamento principal, devendo ser activado o seguro de ambos!

    Ou devem ser activados os seguros dos residentes do prédio caindo a responsabilidade sobre todos os condóminos.

    cumprimentos

  7. Boa noite

    Fiquei surpreso com uma situação com um cliente meu, o meu cliente accionou o seguro multi-riscos por cedência de solo na piscina que tinha sido reparada anteriormente devido a construção de uma via rápida, o construtor reparou a piscina no final da obra com substituição da tela armada mas o serviço não ficou em condições, tendo a tela armada cedido e o fundo da piscina levantado parcialmente. A seguradora diz que não assume a responsabilidade da substituição da mesma tela mas tendo a piscina seguro multi riscos será que isso é correto visto que a cedência do fundo por sua vez aconteceu muito depois da substituição da tela.

  8. Boa noite,
    Tenho uma empresa de construção e ja fiz diversos trabalhos em moradias e apartamentos por causa de infiltrações, derrames de água e sempre recebi do dono do imóvel agora tenho um cliente que diz-me quem me paga é a companhia de seguros mas eu não tenho qualquer contrato com a companhia e o orçamento, relatório que apresentei foi sempre referindo o dono da obras, estou a achar isso estranho será que pode-me esclarecer se na realidade isso pode acontecer.

  9. Boa tarde

    Os meus paragens pelo trabalho aqui feito.

    São duas questões que gostaria de ver esclarecidas.

    1- Tive uma inundação devido a aguas das chuvas, no meu jardim e cave. Na minha apólice esta claramente mencionado que cobre os custos resultantes de inundações, logo não vejo grande problema da seguradora (LOGO) aceitar pagar a indemnização. Gostaria de saber porem se a sua experiência lhe diz o contrario?

    2-A minha apólice so cobre recheio e não paredes, porem ja passaram 8 dias sem que ninguém da companhia me contactasse para vir fazer a peritagem. Ou seja, logicamente ainda não limpei a divisão encontrado se a mesma cheia de agua incluindo paredes.
    Sabendo que quanto mais tempo deixamos uma parede falsa (meu caso) sem tratamento, maiores as probabilidades de termos problemas num futuro proximo.
    Pode a seguradora cobrir estes custos?
    Existe algum prazo máximo legal que a seguradora tenha que se deslocar a casa do segurado?

    Obg!

    • Boa tarde Samir

      Agradeço suas palavras amáveis.

      Resposta às suas questões:

      1 – As seguradoras assumem as responsabilidade desde que o sinistro se enquadre nas condições da apolice.
      2 – O samir tem que tomar todas as medidas necessárias para evitar o agravamento do prejuízos. A seguradora não paga danos originados pelo facto de o Samir não ter tomado as providências necessárias. Contacte a sua seguradora para dar andamento ao processo.

  10. Caro sr pedro tive um problema na torneira de seguranca da maquina de lavar a louca, k ia pingando pela mangueira abaixo causando infiltracoes nos armarios da cozinha do vizinho de baixo. Mudamos a torneira e mantivemos a mangueira pois estava boa, agora a companhia responde k o problema teve origem num bem pertencente ao conteudo, nem percebi e diz tambem k o problema foi uma rotura no terminal da mangueira da maquina. Sera k a torneira de seguranca tambem se chama terminal da mangueira? Como referi a mangueira e a mesma o k mudei foi a torneira de seguranca. Agora a seguradora diz k o seguro nao abrange.

  11. Bom dia,
    Antes de mais gostaria de o felicitar pela preciosa ajuda que faculta.
    Vivo numa moradia e possuo seguro multi riscos na “Axa” com objeto seguro: Edifício e recheio. Faz parte das coberturas entre outros danos por agua e pesquisa de avarias.
    Acontece que tenho uma fuga de água no tubo que vai do contador até há habitação e passa por baixo do pátio. Telefonicamente a companhia diz que o meu seguro não cobre este tipo de situações, pois apesar de ser no meu terreno a fuga é no exterior do edifício.
    Este comportamento está correto, atendendo que a apólice cobre também danos estéticos, danos no jardim e danos em muros e vedações?
    Obrigado pela atenção dispensada.

    • Caro Rui Sousa

      Só analisando a apólice. Sei que a Axa tem uma opção para seguros multiriscos habitação em que não inclui danos por água.
      Certifique que informou a seguradora, no acto de contratação do seguro, de que tem jardins e logradouro. Se não o fez ….

      • Olá bom dia,
        Mais uma vez agradeço a atenção dispensada.
        Como referi anteriormente o seguro contempla danos por água, pesquisa de avarias, entre outros tal como muros e vedações e até danos em jardim. Assim sendo não compreendo e gostaria de saber se é possível e legal a companhia alegar que só cobre no edifício e recheio, que segundo os mesmos são o objeto seguro, considerando que o restante não faz parte do edifício.
        Com os melhores cumprimentos.

        • Caro Rui

          A seguradora diz que o logradouro e jardim não fazem parte do edificio? Mesmo tendo mencionado à seguradora a sua existência para efeito de seguro?
          Não percebo e não me parece fazer sentido.
          Conteste por escrito a decisão da seguradora. Se não resultar, me informe que eu o encaminharei para o nosso escritório de advogados para aconselhamento adicional.

  12. Caro Pedro,
    A vizinha de baixo queixa-se que quando descarrego o autoclismo aparece-lhe água no roupeiro do quarto.

    Já chamei dois canalizadores que depois de vistoriarem não encontraram motivo para o sucedido.

    Põe-se a questão – será rotura na tubagem que está no interior da placa?

    Se for o caso é da minha responsabilidade ou do condomínio?

    Já falei com o meu seguro, eles querem provas através de fotos, mas se os canalizadores não encontram nenhuma rotura, como posso provar que é do meu WC?

    Obrigado pela atenção

  13. Olá boa tarde.´Preciso da sua ajuda. Há uns dias a bicha que leva a água para a máquina de lavar louça rebentou. Provocou estragos no meu apartamento e na fracção de baixo que é um café. O perito disse que só pagariam os meus estragos, já que a inundação foi provocada por tubo exterior ligado a um bem que não pertence ao edifício. A minha apólice inclui responsabilidade civil, porque não paga os danos causados em terceiros?? o que devo fazer?

  14. Sr, Pedro desde já agradeço pelo incómodo, mas neste momento não sei como devo proceder.
    Moro num prédio onde sou a Administradora,no mesmo prédio funciona um departamento da Segurança Social e a casa de banho da minha vizinha está a provocar infiltrações ao vizinho do r/c e na Segurança Social, já tentei contactar a minha vizinha mas não me abre a porta é uma pessoa um pouco complicada, como Administradora como devo proceder pois tanto o vizinho como a segurança social não param de me chatear.
    Grato pela atenção dispensada
    Conceição Caria

  15. Caro Pedro,

    Partilho da opinião dos participantes,felicitar pelo excelente blog que aqui apresenta. A minha questão, se me poder esclarecer, é a seguinte:
    Tenho uma moradia, ainda em garantia de construção. Este verão sofri uma inundação no andar r\c, provocando avultados prejuízos. A causa deveu-se a quebra anormal de uma peça da canalização interior. Tenho seguro multiriscos habitação e participei à minha seguradora da ocorrência, bem como remeti o inventário dos danos. A seguradora já me informou que não vai proceder ao pagamento dos prejuízos uma vez que a moradia está dentro da garantia de construção, devendo reclamar dos danos ao construtor. É mesmo assim ou devo reclamar? Obrigado desde já pela atenção

    • Caro Nelson

      A posição da seguradora é a correta. Reclame ao construtor.

      • Boa tarde,
        Agradeço desde já a resposta. No entanto a inundação foi provocada por ruptura ou defeito da peça que liga uma bomba submersível. A minha apólice refere, claramente o seguinte:
        4. DANOS POR AGUA Esta cobertura garante os danos directamente causados aos bens seguros em consequência de: a) Rotura, defeito, entupimento ou transbordamento, súbito e imprevisível, da rede de distribuição de agua e esgotos do edifício, incluindo os sistemas de esgotos das aguas pluviais, assim como dos aparelhos ou utensílios ligados à rede de distribuição de água e de esgotos e respectivas ligações.

        Se está na apólice e a seguradora não assume, alegando a garantia da moradia, não me deveria ter informado antes da subscrição da apólice?

        Obrigado.

  16. Caro Pedro,

    Desde já é de louvar o seu trabalho que tem vindo a desenvolver, algo infelizmente pouco comum na actual sociedade…
    A minha questão é a seguinte: tenho um seguro de recheio, e quando vim de férias tinha o quarto inundado devido fuga de água numa das bichas do bidé furou, sendo o chão do quarto flutuante escusado será dizer como ficou. Participei ao seguro no dia seguinte pois tinha danos no móvel WC, Roupeiro não embutido nem fixo á parede, colchão visco elástico cheio de humidade a cheirar a mofo e a ficar escuro, bem como toda mobília de quarto que foi caríssima pois é de mogno cheia de humidades.
    A seguradora primeiramente arquivou o processo mesmo dia, e só me informou 4 dias depois não justificando, andou a enrolar /passar tempo com reabertura de processo, e só pós reclamação minha por escrito enviaram um técnico a casa após 16 dias, e estando eu a dormir no chão da sala e o meu filho teve de ir para casa dos avôs pois o quarto dele teve de servir para arrumar toda as roupas.
    É aqui que começa a confusão toda, quando o técnico me diz que a seguradora não tem nada a pagar, pois trata-se de um roupeiro grande e primeiramente só pagam guarda fatos, pedi que me explica-se diferença e o mesmo alegou que o mesmo estaria fixo à parede, o que de imediato disse que era negativo era um simples roupeiro e não estava fixo, após verificação do mesmo lá tirou fotos mas disse que não iriam pagar na mesma, e que o mesmo iria se passar com móvel de WC e eu disse o mesmo que não tava fixo, mas insistiu que eram regras da Companhia. Quanto à mobília disse que queria uma nova ou fosse toda tratada pois a mesma esteve sujeita a grande concentração de humidades, e no futuro iria certamente dar problemas, contrapôs que não via danos na mesma e que não iria também cobrir, que eu teria de pedir no futuro reabertura do processo quando houvesse problemas, ou arranjasse um parecer técnico de alguém dar orçamento de reparação e quanto ao colchão que o pusesse a apanhar ar que aquilo passava estando o colchão à 15 dias a apanhar ar e o cheiro continua…
    A minha questão é, quando realizei o seguro não me informarão das exclusões, quando são obrigados, e se os móveis não são recheio só demonstram o que estas seguradoras andam a fazer??? Pedia que me esclarece-se afinal a que tenho direito?
    Poderei pedir algum tipo de indeminização???, pois fui obrigado a ir morar para casa de familiares durante o resto das férias, devido ao cheiro dentro da casa (mulher asmática e filho problemas de alergias)o mau trato dado a todo processo, a má fé de não querer enviar um técnico, ter de andar a dormir no chão da sala, privaram me da companhia do meu filho à noite…..
    Muito Obrigado pela atenção dada ao assunto.

    • Boa tarde Humberto

      Perante o que descreve, não posso fundamentar uma opinião. Precisava de ver a apolice, a proposta que deu origem à emissão da apolice e a participação do sinistro. Como compreenderá, não vou pedir essa documentação porque este blog se destina a informar sobre seguros e orientar as pessoas para a resolução dos problemas
      Parece-me, tendo em conta como descreve a atitude da seguradora, que deve consultar um advogado.
      Se for da zona norte, posso recomendar um e não será cobrado 1ª consulta. Envie mensagem privada para sitedosseguros@gmail.com se tiver interesse.

  17. Boa tarde Pedro,

    Há 2 semanas ocorreu uma inundação na casa de banho devido a entupimento na sanita/autoclismo. Chamou-se técnicos para desentupir e reparar danos, mas acabou por cair água no andar de baixo.
    Accionei o seguro (da Fidelidade) e enviaram perito, mas avisando logo que apenas serviria este para avaliar danos no tecto do vizinho, não no meu apartamento. Entretanto, chegaram à conclusão que problema relacionado com infiltração em casa do vizinho estaria na banheira (rotura na canalização).
    A minha questão é, a minha seguradora não tem também que pagar as obras já efectuadas e as que irá ser necessário efectuar em minha casa? (perito diz que será necessária substituição da banheira e chão da casa de banho).

    Obrigada pela ajuda que puder prestar!

  18. Boa tarde, o meu prédio está com problemas de isolamento e infiltração de àgua na fachada principal que causou danos a várias fracções, principalmente na minha ( duas paredes estragadas). O condomínio vai avançar com obras de isolamento da fachada. No entanto dizem que a reparação do interior das fracções é da responsabilidade de cada um. Se este problema deriva de uma parte comum do prédio não devia ser o condomínio responsável pela despesa?

    obrigada desde já.

    Anabela

    • Boa tarde Anabela

      Não sei responder com certezas absolutas.
      Sugiro que pesquise no Google:
      “responsabilidade por defeitos de construção no prédio fora da garantia”
      Irá encontrar acordãos judiciais e outros sites com essa informação.

  19. Boa tarde,
    Habito no r/c de um prédio alugado de 3 andares.Há mais de meio ano a vizinha que mora por cima,deixa que a água da sua máquina de lavar roupa faça a descarga diretamente através da varanda para o meu terraço.Após várias tentativas no sentido de solucionar a situaçao avizinha)alega que a máquina esta avariada e que não tem dinheiro para a arranjar.Mas a dita senhora quando responde fá-lo com total autoridade ao ponto de ter fechado na cara a porta ao senhorio,que entendeu falar com ela.Caso seja possivel agradeço o favor de me poder dizer como devo tratar este assunto.
    Desde já os meus agradecimentos,
    José Silva

  20. Boa tarde Sr.Pedro Monteiro,
    Queria colocar-lhe a seguinte questão: como responsabilizar um empreiteiro de uma obra por infiltrações causadas numa casa paredes meias com a obra que está a executar(?) uma vez que o mesmo retirou a caleira para fazer ,supostamente e segundo ele uma nova e comum e como choveu entrou água e causou bastantes danos.No entanto agora o empreiteiro diz não se responsabilizar, coisa que até aqui não o fez, pelo contrário ,até fotografias tirou porque disse que ia accionar o seguro,mas agora está a voltar com a palavra atrás.
    Obrigada

  21. Boa noite, se me puder esclarecer agradeço imenso!!
    a bomba de água do meu prédio avariou e bombeou durante horas água com GRANDE pressão, eu ao abrir a minha torneira de água quente, a mangueira do esquentador saltou fora! Fiquei sem pressão na torneira da cozinha mas apenas de água quente! Visto que aconteceu devido à avaria da bomba de água, quem deve pagar o arranjo da minha torneira sem pressão? eu ou o condominio?
    Obrigado! Parabéns pelo bom trabalho no seu blog

  22. Caro Pedro,

    Há poucos dias tive uma enorme inundação na minha casa, provocada pelo vizinho do andar de cima. Aparentemente, o termoacumulador dele explodiu (sinceramente não sabia que um termoacumulador podia explodir e muito menos inundar a minha casa inteira com 1 cm de água no chão e água a escorrer pelas paredes todas da casa durante uma tarde inteira) Entretanto o condominio activou o seguro e veio um perito cá a casa fazer a peritagem. Fui informada pelo administrador do condominio que deveria mandar pedir 2 orçamentos diferentes pelos estragos. Já chamei empresas de armários de cozinha e de soalhos de madeira para virem fazer os orçamentos, mas estou com receio de que a seguradora do vizinho de cima ou o seguro multiriscos do condominio (nao sei qual dos dois mandou o perito) não cubra os estragos por se tratar de negligência do proprietario de cima por falta de manutenção do termoacumulador, ou até por estar eventualmente mal montado. O que devo fazer?

  23. Boa noite

    Sr. Pedro, pertenço a um condominio com 3 responsáveis, apareceu-me a vizinha de baixo a queixar-se que na zona da minha sanita, caia lhe pingos, então falei com um dos responsáveis a perguntar se poderiam acionar o seguro…Entretanto começou logo a dizer que o seguro (que eu já pedi antes e nunca me disseram o nome nem o número da apólice, por causa de uma outra chatice, desta vez no meu tecto da casa de banho)não cobria esta reparação, tive de insistir e lá ligou para o Sr. da seguradora e afinal a Zurich, cobre os canos e queria viria aqui alguem para ver, mas o que é certo é que não sei de onde é a infiltração. O que me chateia mais é o facto de que para além de não fazerem a reunião anual, fico sempre ao tio ao tio, quando preciso de algo, ou seja, apenas pago o condominio, quase que me aborreci com um dos Srs. do condominio, porque não informa nada, parece segredo de estado e ainda me chama de chata e por vezes até me desliga o telemóvel na cara…não acho normal e é sempre como querem e quando querem. Gostaria que me elucidasse acerca desta situação, senão fôr cano, se fôr autoclismo por exemplo, será tudo por minha conta ou o condominio, ajuda em alguma coisa (no tecto da vizinho tem uma área de cerca de 20cm preto da humidade, zona que pingou, mas eu tenho o cuidado de fechar a torneira da agua so do autoclismo e lá pára). Só sei que o seguro está nessa seguradora mas não sei rigorosamente mais nada, se acionar o seguro e senão fôr cano, terei de pagar algo ao seguro? Muito obrigada pela atenção e desculpe alguma confusão…

    • Boa tarde Elisa

      Se tem seguro na Zurich e se souber o numero de contribuinte do condomínio (veja nos recibos das quotas) participe ao seguro. Tendo a cobertura de danos por água, o problema deverá ficar resolvido.
      Em ultima instância, recorra a um advogado. Se morar na zona Norte, tenho parceria com um advogado no Porto. Caso venha a precisar, envie mensagem privada para sitedosseguros@gmail.com

  24. Caro Pedro.
    Em primeiro lugar, parabéns pelo excelente blog!
    Venho colocar a seguinte situação:
    Adquiri uma moradia e há uns meses atrás houve uma rotura de água no 1º andar, devido a um cano de ligação à cabine de duche que rebentou, ficando o 1º andar e rés do chão inundados. Uma vez que foram os funcionários do empreiteiro que fizeram a colocação da cabine, e ainda não estou a viver na moradia, levei-o para ver a situação e este informou-me que iria resolver a situação, ativando o seguro dele. Aguardei, sabendo que estas coisas nunca são rápidas e passado cerca de três meses, o empreiteiro veio informar que afinal o seguro que tinha para a habitação não cobria inundações… Ora, neste caso, qual a melhor maneira de resolver esta situação?
    Obrigada pela atenção.

  25. Boa tarde,

    Tive uma quebra no meu poliban, accionei o seguro multi-riscos da casa para a reparação do mesmo, dado que a quebra do polibam se deveu ao abatimento da base onde está inserido, a seguradora respondeu-me que como polibam não é loiça sanitária pois é fabricado em PVC o seguro não cobre, entretanto accionei o seguro de recheio que também tenho na mesma companhia e a resposta foi a mesma, mas não consigo perceber como um polibam não faz parte de loiça sanitária. Consigo a sua ajuda para dar uma resposta à altura à seguradora, ou mais vale mudar de seguradora e verificar as coberturas, mas pelo que vejo todas dizem nas condições gerais Loiças Sanitárias, mas não especificação as excepçoes.

    Obrigada,

    Catarina Almeida

  26. Caro Pedro,

    Tenho uma duvida que se me puder (ajudar a) esclarecer agradecia.
    Tenho seguro de condominio (multirriscos) para todo o prédio. Acontece que durante este inverno um dos tubos de queda de agua (no exterior do prédio) rompeu deixando a agua infiltrar pelas paredes das casas o que acabou por danificar as mesmas.

    O Seguro diz que não participa no arranjo porque se trata de um problema de manutenção. Mas o facto é que estes tubos de queda de águas pluviais, passam por dentro das paredes do prédio, pelo que não foi possivel detectar a situação antes.

    O que lhe parece isto? está dentro das exlclusões mencionadas ou devo reclamar?

    Obrigado e cumprimentos

  27. Caro Pedro

    deparei-me com eflorescencias de salitre nas paredes de um quarto na parte inferior, este problema apenas visivel nas paredes interiores, pois as exteriores do mesmo quarto não aparentam esse problema.
    Creio que se trata de uma fuga de água nos tubos de abastecimento que passam na betonilha de regularização do pavimento interior( como é prática geral).Esta fuga tem depositado água lentamente na junta entre pavimentos que se alastrou a todo o quarto e agora as paredes estão danificads com salitres devido provavelmente a este problema.
    Possuo seguro multiriscos habitação da Ocidental que cobre Avarias em Canalizações que inclui para além da cláusula tipo, as despesas que o assegurado tiver que incorrer e os danos resultantes da pesquisa e reparação das roturas, defeitos ou entupimentos.
    a minha questão é a seguinte: se veirficarmos que os problemas nas paredes foram provocados pela rotura das canalizações o seguro cobrirá as reparações?

    • Caro Ramiro

      A fuga de água se deve a defeito? Foi repentina? No primeiro caso não cobre, no segundo, cobre. O perito poderá esclarecer pois é preciso determinar a causa do sinistro com exactidão.
      O melhor é participar à seguradora e aguardar pelo parecer da mesma.

      • Bom dia Pedro

        A fuga apenas me apercebi agora, no entanto pode ter já alguns meses…
        O que não quer dizer que seja defeito nas canalizações, creio eu, já que a Casa é de 2004 e este problema é recente, desde o inicio do ano .
        Por isso mesmo se fosse defeito seguramente já se teria manifestado antes.
        Vou contactar a companhia de seguros e fazer a participação do sinistro para que me esclareçam… darei noticias!

  28. Boa tarde!
    Desde já, parabéns pelo blog!

    Vivo num apartamento alugado e, na sequência de uma infiltração na parede, o proprietário iniciou obras para colocar canos de água exteriores no wc e na cozinha. As obras iniciaram-se e, visto não poder permanecer no apartamento, fui para casa de familiares. No primeiro dia de obras, recebi o empreiteiro e abandonei o apartamento. Passado dias, liga-me a informar que tinha terminado as obras, mas que na noite anterior tinha ocorrido um incidente, o tubo da máquina de lavar a roupa (que está na cozinha) rompeu-se e inundou partes da casa e, também, do apartamento de baixo. Regressei ao apartamento, o senhorio accionou o seguro do condomínio. A companhia pagou o valor ao senhorio e ao vizinho, mas refere que irá regressar junto da inquilina para exercer o seu direito de recuperação do valor das indemnizações. A máquina é minha e nunca deu problemas em 4 anos. Contei ao perito que estava ausente quando tudo aconteceu e que me tinha sido dado aquele cabo pelo empreiteiro (que entretanto substituiu por um novo), mas a companhia diz que não tenho seguro de recheio e que foi a máquina que provocou os danos.
    Esta situação parece-me muito injusta…
    Terei mesmo de pagar o valor?

    Peço desculpa pelo longo discurso…
    Obrigada

  29. boa tarde Sr Pedro.

    tenho uma rotura na canalização do meu apartamento que por acaso só causou danos na minha fracção.

    na visita do perito da companhia, informou-nos que a canalização da minha fracção e considerada comum e por isso só paga valor da reparação em função da minha permilagem.. diz que a restante terá de ser condomínio.
    Está correcto ou ele esta tentar diminuir-me a indemnização.

  30. Caro Pedro, peço a sua ajuda os meus moveis de cozinha começaram com manchas de humidade e agora já tenho os móveis em risco de cair, a quem pedi opinião dizem-me parecer ser da coluna de água do prédio, não temos seguro de condomínio. Como faço? aciono o meu seguro? peço ao vizinho do andar acima para acionar? se for do prédio, como é feito o pagamento? o meu seguro cobre a minha parte?

    • Boa noite Sara

      Se a fuga de água vem da zona comum do prédio, contacte a administração do condomínio para accionarem as apólices de todos os condóminos e o seu inclusive.
      Se vier do vizinho de cima, basta accionar a apólice deste.
      Faça uma pesquisa para ver de onde vem a fuga. Peça auxílio à administração do condomínio.

  31. M. Fátima Santos

    Boa tarde!

    Tive infiltração de água no anexo da garagem.
    O condomínio participou ao seguro mas nunca mais se interessou pelo assunto e até hoje não recebi a indemnização.
    Quem é responsável pelo pagamento a mim: o condomínio ou a companhia de seguros?
    Muito obrigada pela ajuda.
    Cumprimentos
    M. Fátima

  32. Boa tarde,

    o último andar do prédio onde habito, possui um enorme terraço.
    Uma parte de cada uma das 3 divisões do meu apartamento ficam por baixo do terraço e estão cheias de humdidade.
    É unânime e consensual que há infiltrações pelo terraço.
    Mas o meu seguro não cobre a intervenção porque diz que a responsabilidade é do vizinho de cima, o que corresponde à verdade.
    O vizinho de cima diz que terá de ser o condominio a pagar as obras.
    Faz sentido esta afirmação, se o terraço é privado.
    O seu seguro não deveria atuar?
    Quem tem razão?

  33. Olá boa tarde é a seguinte: comprei um imóvel a uma instituição bancaria ( retoma bancaria) que tinha um pouco de salite na parede de um dos quartos colado á casa de banho, foi picada a parede e colocado uma massa para minimizar a parede e desde o início de fevereiro que a parede não secou, o que me parece é que desde que fiz o contracto de abastecimento de água no início de fevereiro que a parede está sempre húmida, será que posso acionar o seguro e que o mesmo se responsabiliza pela detecção do problema e respectiva reparação?
    Como devo proceder?
    Obrigado

    • Bruno
      Perante o descrito, não posso responder. Tanto pode ser um cano que está a verter água, como pode haver defeito de construção (este caso não está incluido na cobertura do seguro).
      Envie uma participação ao seguro.

  34. aS TEMPESTADES DO ÚLTIMO ANO E PRINCIPIO DESTE PARTIRAM E DANIFICARAM A CLARABÓIA DO MEU PRÉDIO, ACCIONEI O SEGURO MULTI-RISCOS DA ALLIANZ, QUE COBRE ESTAS SITUAÇÕES, DECIDIRAM ARQUIVAR O PROCESSO SEGUNDO O PERITO, PORQUE NÃO TEM AS DATAS DAS TEMPESTADES, PEDI AO IPMA AS DATAS, MAS DESCONFIO QUE ELES VÃO ARRANJAR OUTRA DESCULPA.
    hÁ ALGUMA INSTITUIÇÃO QUE MODERE ESTES ASSUNTOS JUNTO DOS LADRÕES DAS SEGURADORAS ALÉM DO TRIBUNAL E DA DECO?

  35. Boa tarde,

    Infelizmente fomos vítima de uma fuga de água. Está aconteceu na parte exterior da casa (jardim). O problema é que só demos conta da fuga quando veio a conta da água… Mais de 500€… :( agora queremos meter isso ao seguro. A minha dúvida prende-se no facto de, uma vez que a fatura de água ter sido elevada devido a esta fuga, saber o segura de alguma forma se responsabiliza pelo valor em questão.? Pelo menos eu vejo isso como o resultado de um acontecimento (fuga). No entanto, não se eles só se responsabilizam pelo danos materiais…
    Gostaria de saber a sua opinião SFF.

    Obrigado.

  36. Boa noite.
    No apartamento ao lado meu apareceram vestígios de humidade na parede que pega com a minha casa de banho.
    Participei à seguradora os danos causados à vizinha.
    Os peritos já foram avaliar a situação, inspecionando as respetivas zonas de ambos os apartamentos.
    A seguradora ficou de me notificar por escrito quanto às causas do problema e seu respetivo enquadramento, ou não enquadramento, nas condições da apólice. Já passou cerca de 2 meses e não obtive qualquer resposta, nem por escrito nem por contacto telefónico.
    PERGUNTA:
    Quanto tempo pode a seguradora demorar a analisar e a emitir o respetivo parecer, após a realização da peritagem?
    Eu já não sei que resposta dar aos meus vizinhos… que obviamente precisam de ver o problema resolvido.

    Obrigada. Espero que me possa esclarecer.

  37. Boa tarde,
    As ultimas tempestades, levantaram algumas das telhas do meu telhado e partiram outras, o que fez com que os tetos ficassem completamente cheios de humidade e pretos.
    Pretendo ativar o seguro multi-riscos da minha habitação e tenho de fazer uma participação escrita.
    Será que o seguro cobre isso? E poderá aconcelhar-me relativamente aos termos a utilizar para que a queixa seja aceite?
    Desde já o meu obrigado

  38. Ola boa tarde

    Preciso que me ajudem

    Em 2009 tive uma rotura no canos de esgoto no tecto do meu WC. Pedi um canalizador para ver se era da minha casa ele disse me para não mexer
    porque era o trabalho da Instituição IRU, que eu não tinha condições de fazer aquele trabalho
    contatei a IRU pelo fax pedindo que fossem ver
    aquela situação enviaram um Sr. engenheiro a minha casa ele disse me que era da sua responsabilidade fique a espera nunca mais ele disse nada então em 2011 tinha a casa completamente destruída com agua de esgotos
    fui chama lo de novo ele se responsabilizou a fazer obra ate hoje nada fez
    Teve que mudar da minha casa porque não tenho condições financeira para fazer um trabalho no valor de mais de 6000 euros peço que me orientem
    Obrigada Rosa

  39. Boa tarde caro Pedro. Tenho um apartamento ao primeiro andar de um predio de tres andares e o meu vizinho do Rc tem humidade na parede e tecto do quarto, falei com o condominio para saber se era o seguro do condominio que pagava as reparaçoes e a resposta foi nao porque a infiltraçao é à altura da varanda do meu apartamento(entre a varanda e a parede do predio), tenho que contactar o meu seguro ou é o condominio que esta a tentar se arromar para o lado ? Obrigado desde ja pela sua atençao.

  40. Bom Dia!
    Em causa de desespero, faço uma perguntar que ficaria muito grata se pudesse dar.me alguma ajuda e orientação, como uma senhora já mencionou num dos comentários também tive um problema com a “bicha” da torneira da cozinha, foi de noite inundou a minha casa e vizinhos, agora o seguro sem nada ver, nem visitar o local sequer, diz que não paga nada a ninguém porque é por má conservação,apenas baseado no facto de eu ter dito no mail que lhes enviei que resolvi o problema o mais rápido possível, que seri algo que teve origem em desgaste do tempo.Fiz mal?se tivesse detetado teria logo arranjado antes da inundação?
    Obrigada
    Tânia Ferreira

    • Cara Tânia

      Ao mencionar que a origem da inundação se deveu a uma peça desgastada pelo tempo, pôs-se a jeito de tal forma que a seguradora nem perdeu tempo a declinar responsabilidade no sinistro.
      A seguradora actuou correctamente.

      Faça o seguinte: se ainda tiver a peça, peça um orçamento e relatório da possível causa da inundação e peça uma reavaliação do processo, mencionando que errou na causa inicial e que anexa um relatório provando que se deveu a outros factores.

      • Muito agradecida, com a ajuda. Pois para mim isso é muito relativo, as coisas é óbvio tem o seu desgaste do tempo, mas se estão a funcionar em perfeitas condições, não vamos substituir só porque talvez vá rebentar uma noite, a minha habitação tem 10 anos de uso, e aquela peça não tinha nenhum sinal de anómalia, como posso adivinhar, o desgaste do tempo a mim parece uma causa normal, e com isso não quer dizer que a pessoa foi negligente, ou que não fez obras que deveria ter feito, se eu adivinhasse que aquilo ía rebentar, tinha logo substituído por outra.
        Sim tenho a peça, guardei mesmo para mostrar á seguradora ou quem quisesse.
        Relatório de quem?Um canalizador serve?Aquilo foi substituido por uma pessoa amiga que se ajeita com estes trabalhos e pronto…não tem nenhuma firma.
        Desculpe tanto texto.
        Obrigada
        Tânia Ferreira

  41. Boa tarde.
    Caro pedro
    Habito num t2, por cima do meu existe um t2 recuado, mesmo por cima do meu, fica todo o terraço desse meu vizinho, de verão esse vizinho coloca uma piscina insuflável no terraço e por várias vezes o seu filho vai para a piscina e salta dentro dela, ao ponto de muitas das vezes as minhas paredes estremecerem.
    Se um dia vier a ter infiltrações na minha casa, a quem peço responsabilidades: ao condomínio ou ao meu vizinho? :?:

    • Caro António Reis

      Informe por escrito a administração do condomínio do que está a acontecer.
      Se ocorrer o que descreveu, e ficando provado que as infiltrações foram causadas pelo condômino, deve processa-lo.
      Mas contacte um advogado para pormenores mais técnicos

  42. Caro Pedro,
    Obrigado por todas as informações que disponibiliza.
    Moro no 3 andar, num predio de 5 andares. Desde o inicio do ano sempre que chove intensamente pinga no teto da minha sala. Falei com o vizinho de cima e na direção onde pinga ele tem a parede junto ao chão cheia de humidade. Não sabemos de onde vem a humidade.O que devo fazer. Tenho o seguro multiriscos que fiz no banco quando fiz o empréstimo para comprar casa. devo participar? Obrigado desde já pela atenção.

  43. Bom dia Sr. Pedro,
    Resido no último andar do prédio e sucede-se que nos últimos meses houve infiltrações de humidade proveniente do telhado que me provocaram danos nos tetos e paredes. Falei com o gestor de condominio e efetuaram reparações de isolamento no telhado, contudo, dizem que as despesas com as reparações a efetuar no meu apartamento (tetos e paredes) são por minha conta! Gostava de saber se obrigatóriamente o condominio não devia pagar essas reparações, atendendo que as infiltrações foram provenientes do telhado (área comum)??
    Atentamente…

  44. Senhor Pedro Monteiro,
    Desde já quero deixar os meus parabéns pelo serviço prestado.
    A minha questão é a seguinte eu comprei o meu apartamento directamente ao promotor em Outubro de 2012 o prédio e de 2010, agora viemos a descobrir que o tubo do ralo da minha banheira saltou e estava a verter água criando infiltrações no apartamento de baixo, gostaria de saber se neste caso a responsabilidade não é do promotor/construtor tendo em conta o edifício ainda estar na garantia.
    obrigada

  45. Boa tarde.
    Muitos parabéns pelo seu site.
    Gostava que me esclarecesse se posso participar ao seguro multi riscos uma infiltração que tenho no quarto, pois entre água pela janela.
    Moro num 3º andar de um prédio com 6 andares.
    Obrigado,
    Ana Gonçalves

  46. Boa tarde

    No mês de Janeiro devido às chuvas intensas o meu terraço entupiu, e assim transbordou água para a sala, ficando as paredes numa lástima, mármore, rodapé e soalho.
    Tenho seguro multi risco, com todas as coberturas, danos por água, inundações, danos estéticos (paredes pintadas por um decorador), etc
    A companhia deve cobrir estes danos, certo?????

  47. Bom dia. Moro no terceiro e último andar de um prédio com 8 anos. Com esta última tempestade de chuva surgiu-me água nas paredes detrás do prédio correspondentes aos três quartos de dormir em todo o comprimento à mesma altura do chão. Acionei o meu seguro multi-riscos da Allianz/BPI que cobre Danos por Água. Veio um perito que disse que do lado de fora do prédio estavam muitas fissuras e enviaram-me depois a resposta negativa porque diziam que estava nas exclusões Infiltrações de água pelas paredes. É possivel fugirem assim à responsabilidade tão óbvia? O condominio não tem seguro do prédio pois cada morador tem o seu próprio seguro. O que poderei fazer e acionar e a quem recorrer? Muito obrigado.
    Luís Pedro

    • Boa tarde Luís Pedro

      Se há fissuras na fachada do prédio, isso significa que há falta de manutenção do prédio. Razão pela qual as seguradoras declinam responsabilidades nas infiltrações de água.
      Se provar que as fissuras surgiram repentinamente, a seguradora poderá reverter a decisão.
      Deverá solicitar à administração do condomínio que proceda à realização de obras.

  48. Bom dia, agradeço desde ja pela existência deste espaço bastante útil. Quantoao meu problema: o estuque do teto da cozinha começou a empolar e consequentemente a cair devido a uma infiltracao de agua. O problema é que nao consigo perceber de onde poderá vir essa infiltração. a minha questão é se o seguro manda alguem verificar ou se terei eu de pagar a alguem para averiguar de onde vem?

  49. Bom dia

    Estive fora durante o dia 3 e 4 de Janeiro quando cheguei tinha a cave toda inundada, mas não tinha a certeza de onde veio a água se pelo termoacumulador ou proveniente das chuvas que houve nesses dias. O que é certo é que já houve outros dias assim de mau tempo e nunca me entrou água e o termoacumulador desde aí deixa caír uma pinga constantemente. Agora no incio deste mês recebo a fatura da água na qual subiu o valor para o dobro do que eu costumava pagar onde confirma que houve fuga de água. Qual a possibilidade de participar ao seguro?

  50. Boa Noite,tenho um seguro multiriscos habitação,devido a tempestade do dia 09 jan , algumas telhas do telhado do predio onde habito , cairam sobre o meu carro e sobre o carro do meu vizinho do outro predio, o meu seguro diz que nao paga porque sao causas naturais , e o condominio diz que não é obrigado a pagar .é mesmo assim ? o predio tem 25 anos e o telhado nunca foi reparado , naõ posso alegar falta de manutenção e exigir o pagamento ?
    A solução passa por pagar do meu bolso ?

    Desde já obrigada

  51. Boa noite,
    Desde já os meus parabéns, pelo verdadeiro serviço público, por si prestado a todos que o procuram.
    Com as últimas chuvas, começou a pingar água no meu quarto. Pela localização parece-me que a água entra pelo furo, que na parede exterior do prédio, onde está fixa a abraçadeira que segura o tubo das águas pluviais.
    A reparação, exterior e interior, estará coberto pelo seguro do condominio?
    Obrigado e cumprimentos.

  52. Boa noite, Muitos parabéns pelo ajuda que dá a todas aqueles que a procuram. Com as tempestades que têm ocorrido apareceu me na cozinha no teto humidade e num canto do meu quarto e esta a correr pela parede abaixo,sera que o seguro paga?
    desde ja agradeco

  53. Boa noite,

    Muitos parabéns pelo ajuda que dá a todas aqueles que a procuram. Com as tempestades que têm ocorrido tenho vários pontos da casa em que me cai água. Substitui alguma telhas que tinham sido levantadas pelo vento mas a agua continuar a entrar em casa. Li a minha apólice e refere que tem cobertura de tempestades. A minha pergunta é a seguinte: por cima da minha garagem tenho um terraço o qual está a fazer com que entre água. Estará coberto pelo seguro?
    Mais uma vez o meu obrigada.

    Cumprimentos

    • Bom dia Filipe

      Se tiver a cobertura de edificio, com certeza que estará. Se estivermos a falar de um jardim, convém verificar se tem a cobertura de danos em jardins, muros e vedações. Neste ultimo caso, não tendo esta cobertura, os danos na garagem ficam cobertos, mas os do jardim não.

  54. tenho infiltrações á 2 anos e só agora em maio deste ano vão iniciar as obras, todo o prejuízo que tenho cave aos condóminos entrar no meu prejuízo ou não? Tudo isto foi provocado por uma parte comum(um fachada)Se me puderem ajudar agradeço

  55. Boa Tarde Pedro Monteiro
    Parabéns pelo site!
    Depois de no ano passado, 19 de janeiro, ter sido afectada pelo temporal, repetiu-se a brincadeira em Novembro passado, aquando de novo temporal. Tenho um apartamento situado entre apartamentos. Em janeiro e novembro passados choveu em cima da cama do quarto, água essa que entrou pelo buraco do candeeiro do tecto. Accionado o seguro, 1º argumentou com falta de manutenção no prédio e limpeza de caleiras e agora, depois de terem sido feitas obras de limpeza e impermeabilização do telhado e varandas/paredes, a seguradora argumenta que não cobre infiltrações. A minha questão é a seguinte: entrada de água pelo buraco do candeeiro do tecto, com um apartamento por cima do meu, pode ser considerada infiltração? Por onde, se o andar de cima tem humidades numa parede exterior e no próprio tecto, mas foram feitas obras para colmatar esses mesmos problemas? Como é que se impugna uma decisão da seguradora, sem ser necessário recorrer aos tribunais?
    Agradeço-lhe a ajuda e disponibilidade.
    Cumprimentos

  56. Boa tarde.
    Moro num 3 frente e desde há 3 anos que todos os inclinos estão a pagar uma mensalidade para por um telhado novo no prédio pois o dinheiro do condomínio não chega acontece que há cerca de 2anos que tenho alguma humidade no quarto este ano tem sido uma coisa brutal tenho os dois quartos até já me estragou mobília nova o corredor também já está a ficar um pouco na sala,esteve aqui um senhor que faz obras no prédio que disse que nada tem haver com o telhado eu penso que tem pois nunca tive a casa assim é visto que o telhado não tá bom deve ter haver com isso devo accionar o seguro do prédio? Obrigado

  57. Bom dia!
    Parabéns pelo serviço público que aqui presta, fantástico.

    Sr. Pedro, a minha questão é a seguinte: O atraso de pagamento de uma fatura de água originou o corte de água, regularizada a situação junto da companhia de água, no dia seguinte a água foi ligada. O problema foi que uma torneira ficou aberta e tive uma grande inundação com estragos consideráveis.

    Ora, foi deixada uma torneira aberta e houve um corte de abastecimento, porém esse corte foi por atraso de pagamento do fornecimento de água. Perante estes factos o seguro cobre os danos?
    Muito obrigado.

    • Cara Angela

      Peça uma declaração à companhia das águas a comprovar que naquele dia a água faltou por x horas.
      Participe os danos à seguradora juntando orçamento, fotos e a declaração da companhia das águas

  58. Boa noite
    Necessito da sua opinião se for possível. No passado mês de dezembro entrou água no teto e no exaustor da minha cozinha. Inicialmente não estava a perceber como tinha entrado a água pensando que algum tubo da canalização tinha rebentado vista a canalização ser no teto. Após uma análise de um técnico este informou que o motivo foi devido as chuva que entrou pela chaminé possivelmente devido as fortes chovas e vento dessa semana. Participei ao seguro tendo recebido a resposta de não pagamento pois não houve estragos no chapéu da chaminé. A referida chaminé é partilhada com o meu vizinho não tendo este qualquer dano pois o tubo de saída de fumos fica do lado oposto do meu. A minha duvida é se estes estragos não estão contemplados na cláusula de tempestades então para que ser esta cláusula. Desde já muito obrigada.

    • Boa tarde Hélder

      Ficou provado que era devido a tempestade? Dizer não chega. É preciso provas.
      Os danos por água só estão cobertos se se identificar a origem do sinistro. é preciso haver uma causa identificada. Se a chaminé estivesse danificada, com certeza que pagaria.

  59. Bom dia Sr. Pedro Monteiro,

    Obrigada pela preciosa ajuda que presta.

    Habito num apartamento próprio, 9º andar, à cerca de 4 anos. O prédio tem cerca de 20. À cerca de 1 mês levantaram-se os tacos de madeira no meu corredor, formaram dois “montes” mesmo na zona de passagem. Contactámos o condomínio e foi lá um carpinteiro analisar. Contactámos também a nossa seguradora da casa (Fidelidade) e foi lá um perito analisar também. Este disse-nos que poderia ter origem nas placas do prédio que se movimentaram ou em humidade devido aos problemas com a tubagem da água que o nosso prédio tem todos os anos no inverno, chegam a parar os elevadores e a estragarem-se peças devido a água em abundância no fosso. A minha questão é a seguinte, quem é que poderá ser responsável pelo levantamento dos tacos no meu corredor (em sítios diferentes do corredor)..o condomínio ou terei mesmo de acionar o seguro da minha habitação junto com a Fidelidade?

    Muito obrigada desde já pela sua atenção.
    Ana Afonso

    • Boa tarde Ana Afonso

      O perito da Fidelidade saberá responder melhor do que eu, já que deve ter apurado a causa do sinistro.
      É preciso saber o que originou o levantamento dos tacos e se o problema está na zona comum, caso em que terão que ser accionadas as apolices das fracções todas do predio.
      Deduzo que não há seguro de zonas comuns do condominio, pelo menos. Nesse caso, bastaria accionar este.

  60. Bom dia,

    Necessito da sua ajuda nesta questão: o vizinho do andar por cima do meu teve uma ruptura nos canos da cozinha passando água para a minha. Ele não tem seguro da fracção. Eu tenho. Pergunto: devo acionar o meu seguro? E se assim for, não verei o meu prémio aumentado apesar de não ser minha a causa do problema?
    Obrigado.

  61. Boa tarde,
    Tenho um seguro multiriscos habitação numa casa de que sou proprietária e que tenho alugada. No outro dia, o inquilino contactou-me a comunicar que tinha havido uma inundação grande na casa pois rompeu uma “bicha” que vai para o lavatório. Accionei o meu seguro que me veio a comunicar que não pagaria nada pois o meu seguro não comtemplava danos por água? Será isto possivel? um seguro muitiriscos não tem obrigatóriamente que comtemplar danos por água? Agradeço desde já a sua preciosa opinião e aproveito para o felicitar pelo blog. Bem Haja! Isabel Marques

    • Boa noite Isabel

      Se o seu seguro não contempla danos por água é porque foi muito mal feito.
      É possível haver seguros que não contemplem danos por água. A Zurich e a Axa na modalidade mais barata excluem esta cobertura. Nestas soluções só tem uma coisa de bom: preço.
      Por curiosidade, qual a seguradora ?

      • Boa noite Pedro e desde já o meu obrigada. A seguradora é a Açoreana. Acho muito estranho pois quando me falam em seguro multiriscos eu (e penso que a maioria dos mortais) depreendo naturalmente que os danos por água estão cobertos. Não, a questão nem tão pouco foi de preço, até porque o meu seguro não era nada barato. Estava segura contra tudo o que possa imaginar, menos água… o problema é confiar. Ninguém me esclareceu que não estavam cobertos os danos por água e eu pensei que sim por seu tão obvio. As seguradoras vão preenchendo tudo e depois dão-nos para assinar. Neste caso deve-se ter esquecido de pôr um sinal nesse quadradinho e eu também não reparei e agora vejo-me confrontada com esta dura realidade. :) Obrigada mais uma vez. Sinto-me enganada!

  62. Boa noite,

    Moro no 2º andar e a cerca de 3 dias começou a escorrer água pelo tecto e pelo interruptor do quarto do meu filho, que apesar do balde e panos que coloquei estrategicamente pelo assoalho a verdade é que não só tenho o piso de tábuas flutuantes a começar a levantar-se, como tenho o batente da porta e o rodapé do quarto a danificarem-se. Fui ao andar de cima e disseram que não tinham nada danificado que justificasse esta situação… Qual seria o meu próximo passo? Contactar o condomínio? Accionar a minha apólice (paredes e recheio)? A água vem do tecto!
    Por gentileza, pode ajudar-me? Obrigada!!!

    • Boa noite Eliane

      Contacte a administração do condomínio para estes iniciarem a pesquisa e se se provar que vem do vizinho de cima, pedir a este para accionar a apólice. Assumo que não há apólice de condomínio, pelo que escreveu.
      Se vier da sua fração, accione a sua apólice.
      É preciso saber de onde vem a água e depois agir em conformidade

  63. Bom dia
    Recentemente e após uma noite de chuva intensa, começou a pingar do teto do quarto da fracção ondo moro.
    De imediato, contactei com o administrador do prédio, o qual por sua vez acionou o seguro multiriscos do condomínio.
    Ontem, sem que qualquer perito viesse ao local verificar a situação, foi-me entregue pelo administrador a resposta da companhia de seguros Tranquilidade, a declinar qualquer responsabilidade pelo sinistro, salientando que “ a apólice apenas garante as Partes Comuns, pelo que de acordo com as condições do contrato, estão expressamente excluídos os danos nas fracções autónomas, qualquer que fosse a sua origem, bem como os condóminos não são considerados terceiros entre si, pelo que não podem ser ressarcidos ao abrigo da cobertura da Responsabilidade Civil, não podendo assim indemnizar os danos reclamados”.
    Perante esta resposta eu questiono o seguinte:
    Sendo eu morador no último andar, não tendo por isso mais ninguém a morar por cima de mim, sabendo que a entrada da água dá-se pelo telhado ou cobertura (partes comuns), é de admitir uma resposta destas por parte da seguradora?

    • Boa tarde Luis

      Pelo que descreve da cobertura, a responsabilidade civil cruzada não está incluída no seguro.
      Isto significa que todo e qualquer dano nas frações estará sempre excluído do seguro.
      Terá que accionar o seguro da sua fração.
      E aconselho que procurem alternativas com responsabilidade civil cruzada.
      A nossa corretora pode ajudar. Peça à administração do condomínio para enviar um mail para pedro.monteiro@accive.pt referindo esta situação que descreveu

  64. Boa tarde!
    Gostaria de colocar a seguinte situação:
    Acionei recentemente o seguro multi-riscos, pois o vizinho que mora na fração por baixo da minha queixou-se-me que lhe caiam pingos na sua casa de banho. Após a vistoria da perita a resposta do seguro foi de que pagavam os danos ao meu vizinho mas não pagavam os danos na minha habitação (pintura na parede do quarto, contigua à casa de banho), afirmando que o meu seguro, apesar de ter cobertura de danos por água, não cobria as infiltrações na minha habitação, pressupondo-se má manutenção da minha parte. O curioso da questão é que, há cerca de dois anos atrás, por minha iniciativa e porque a base do poliban estava a ficar em mau estado de conservação, falei com um canalizador e foi feita a substituição do poliban, respetiva base e ainda coloquei azulejos novos no interior do poliban, tendo gasto cerca de 700 euros nessa obra de manutenção (material e mão de obra).
    De referir que desde que tenho este seguro nunca me foi explicado nem me foram enviadas pela companhia de seguros as claúsulas onde constam estas e outras exclusões. Desconhecia de todo que havia exclusão de infiltrações na cobertura de danos por água, nem compreendo o argumento de má manutenção pois tinha realizado estas obras há apenas dois anos.
    Terei que ser eu a arcar com os custos da reparação da pintura da parede contígua à casa de banho?Por fim, fico cada vez mais com a ideia que quando as seguradoras aliciam possiveis clientes só lhes falam dos beneficios, “esquecendo-se” de alertar as pessoas para estas “ratoeiras”.

    • Caro Luis

      Esse caso é muito estranho.
      Só há um motivo para a seguradora rejeitar cobrir os seus danos: defeito de construção. Fale com a perita, peça um relatório escrito e reclame junto da empresa que lhe montou o poliban

  65. Boa tarde,

    Passo a transcrever: “Na sequencia da analise dos elementos que constituem o nosso processo e de acordo com o disposto nas condições gerais da apólice, os danos reclamados não são passiveis de qualquer indeminização, em virtude de a tijoleira solta situar-se a um nivel superior ao ramal de abastecimento de água da fração segura.
    De acordo com o relatório de peritagem trata-se de deficiencias construtivas, que não tem enquadramento no ambito das garantias da apólice.
    Nestes termos, não nos é possivel atender qualquer reclamação e informamos que iremos proceder ao encerramento deste processo.”
    Obrigado

  66. Boa tarde senhor Pedro,vivo num apartamento e no passado fim de semana devido ao mau tempo , a minha varanda da sala ficou entupida durante a noite devido a folhas de árvores que lá caíram, encheu-se de agua e inundou-me a sala e o hall de entrada danificando o soalho flutuante. tenho seguro multi-riscos, será que está coberto pela seguro ? já li tanto acerca de inundaçoes que agora tenho dúvidas. obrigado

  67. Boa tarde Sr. Pedro
    Na sequência da duvida que tive relativamente aos azulejos da minha casa de banho (10-12-2013), informo que recebi uma carta da companhia de seguros a declinar qualquer responsabilidade, em virtude de alegadamente a zona afectada ser acima da canalização, devendo por isso tratar-se de um problema de construção ou de “hidrospicidade das massas” julgo ser essa a expressão usada.
    nestes casos não há mesmo nada a fazer? terei de suportar os custos?

  68. Boa tarde,
    Sou administrador de um prédio, tendo detectado que um dos condóminos, desde sempre, só tem o seguro de incêndio, pergunto:
    Face à lei, o seguro de incêndio é suficiente, ou o condómino tem mesmo que fazer um seguro de multirriscos.já agora baseado em que lei?

  69. Boa tarde,Sr.Pedro

    e o seguro dos condomínios do prédio não tem que ser acionado?
    obrigada e melhores cumprimentos.

  70. Boa noite,

    desde já agradeço a boa vontade em ajudar pessoas como eu, que têm dificuldade em perceber assuntos relacionados com seguros. A questão é a seguinte: vivo num apartamento que tem 3o anos e que à pouco tempo teve uma inundação na casa de banho. Conctatei o responsável pelos condominios
    que acompanhado por um pichileiro explicou que os canos estavam podres e que era necessário substituí-los.
    O seguro do prédio que já foi acionado deverá pagar a totalidade da obra? Entretanto o perito ainda não nos visitou.Tenho também um seguro do recheio da casa.Este seguro abrange esta situação?
    Obrigada e melhores cumprimentos

  71. Boa noite Sr. Pedro, a semana passada, ocorreu um fenômeno estranho nos azulejos do meu WC, de um dia para o outro cerca de 12 azulejos, numa faixa horizontal a cerca de 1,70m do chão, enfolaram, estando em risco de queda essa mesma faixa.
    A parede é onde está o bidé e a sanita, terminando num dos lados com a banheira, tendo por cima desta uma corete técnica, onde os azulejos tambem estão a “bater oco”.
    Acionei a minha apolice, tendo-se deslocado a minha casa um perito que disse que o mais certo era o problema ser devido á dilatação das massas, não havendo qualquer infiltração nem rebentamento de cano. Contudo disse-me para retirar um dos azulejos e verificar se a parede estava molhada, se assim fosse para falar com o vizinho de cima, pois se houve apolice a ser acionada teria de ser a dele ou a do condomínio, não a minha.
    Hoje, houve reunião de condomínio e aproveitei para falar do assunto, o administrador, foi a minha casa ver a parede e também disse que aquilo não era infiltração de água e que se o meu seguro tivesse a clausula de danos estéticos, que a companhia teria de pagar, se não tinha de ser eu a custear o prejuízo.
    As minhas questões são: da sua experiencia terei alguma hipotse que a companhia me pague o arranjo do WC? Já alguma vez teve contacto com este fenômeno nos azulejos?
    Desde já grato pela sua resposta
    Obrigado

    • Boa noite Ricardo

      O perito que foi a sua casa tem que determinar a causa do sinistro.
      Contacte a sua seguradora para saber em que ponto está o processo. O Ricardo tem que receber uma carta da seguradora a assumir o sinistro ou a declinar o mesmo e o porquê.

      • Boa noite, de facto já me contactaram da companhia de seguros, mas apenas para me dizer que o meu processo estava a ser analisado, talvez dia 16 ou 17 terei uma resposta.
        As minhas expectativas não são muitas, tendo em conta aquilo que o perito me disse, mas vamos ver como corre
        Obrigado

  72. Boa noite sr. Pedro, tive problemas de infiltrações de água proveniente de um terraço na parte superior, o problema foi resolvido depois das obras efectuadas pelo condomínio, mas ficaram os danos causados no interior. A minha questão é se o seguro que o condomínio tem das partes comuns não cobre este tipo de situação, ou então o seguro multi riscos que eu possuo também não cobre estes danos. obrigado.

    • Caro Rui Sousa
      Se o seguro de condomínio não tiver a cobertura de responsabilidade civil cruzada, então os danos do interior da fração não estão cobertos.
      Nesse caso, terá que accionar o seu seguro individual.

  73. Boa noite Sr Pedro, tenho uma duvida, no predio onde habito rebentou o cano da agua, o predio ja tem 30 anos e o mesmo nunca tinha sido substituido, o condominio nao tem seguro, cada um dos proprietarios pode accionar o seu seguro? É possivel o seguro pagar a substituiçao do mesmo? Como funciona? Obg

  74. Bom dia Sr.Pedro, bem haja pela sua disponibilidade e caso lhe seja possivel gostaria da sua ajuda para 2 situações que me têm dado que fazer.
    Uma é sobre inflitrações que tenho no tecto da cozinha, parede do quarto e parede da varanda, sendo que já participei á minha companhia assim como já solicitei ao condominio e ao proprietario do apartamento que fica por cima do meu. No entanto a minha companhia informaou que não tem qualquer responsabilidade, o condominio e o vizinho não facultam a apolice correspondente ao apartamento que fica por cima do meu e eu continuo a ser lesada com as infiltrações, principalmente da cozinha que inclusive ficam na direcção da banca e do fogão. Que mais posso fazer para resolver este problema?
    Outra situação é: mudei o meu seguro multiriscos para outra companhia (em parte devido á postura que tiveram perante a participação que fiz e nada se esforçaram para que fosse resolvida assim como pelo valor que estava a pagar mais elevado), o facto é que o banco Sant.Tot. está a colocar intrave e nada coloca por escrito sobre a suposta não aceitação do novo seguro, mais, continua a debitar o valor do seguro anterior. Esclareço que não estou obrigada a qualquer seguro devido a spread, pelo que não entendo a postura da entidade bancaria que entretanto me vai lesando com os tais debitos em conta. Estas situações que são simples tornam-se desgastantes com as posturas das entidades bancarias. Pode de alguma forma ajudar-me, já apresentei reclamação e já enviei carta para o banco mas nada dizem. Obrigado.

  75. boas tardes sr pedro monteiro.. gostaria da sua opniao em relacao a uma situacao..em ja neiro deste ano deteitei q omeu vizinho de cima tinha uma fuga de agua no wc, falei com ele e ele alertou a companhia de seguros q enviou um perito e o mesmo viu q existia uma fuga e no qual foi pago os meus danos e os do vizinho de cima..ate aqui tudo bem..o pior foi q eu reparei a minha habitaçao com o dinheiro do seguro e o meu vizinho nao..ja falei com a companhia dele verbal e escrito e foi-me dito q nada poderiam fazer e nao pagavam mais nada em relacao ao sinistro..gostaria de saber como fazer para o meu vizinho reparar a casa dele e a minha novamente..se me pudesse dar a sua opniao agradecia.. atenciosamente me despeço.

    • Boa tarde Oscar

      A seguradora indemnizou-o pelos danos na sua fracção e na do seu vizinho? Estranho…deveria ter passado dois cheques: um para si e outro para o seu vizinho.
      Deveria ter pago ao vizinho a parte da indemnização que lhe cabia.
      A seguradora pagou o valor com base nos orçamentos apresentados, pelo que não há lugar a mais nenhum pagamento por parte da seguradora.
      O senhor deverá ressarcir o seu vizinho.

      • boa tarde sr pedro monteiro fiz-me entender mal, a companhia passou dois cheques um para cada um. ele recebeu a parte dos danos dele e eu a minha parte. mas eu reparei e ele nao. a seguradora diz n ter mais nada a ver com o assunto mas o que é certo é que continuo com os danos. ja falei varias vezes com ele e ele n repara a habitacao dele.como se pode fazer numa situacao destas.agradecia a sua opniao. atenciosamente me despeço.

        • Caro Oscar

          Se a seguradora passou dois cheques, um para cada um, de acordo com os orçamentos apresentados e elaborados de acordo com os danos apresentados, a seguradora não tem que pagar mais nada. Cada um recebeu o seu cheque e devem utilizar os montantes pagos para consertar os estragos. O Oscar usa o montante que recebeu para o efeito e não tem que se preocupar com o vizinho debaixo. O que ele faz com o dinheiro que recebeu da seguradora dele, é problema dele.

  76. Boa noite.

    Moro num r/c. Recentemente tivemos uma infiltração na nossa casa devido a um refluxo de um cano localizado na garagem, ou seja, numa parte comum. Accionamos o seguro do condomínio que diz que nao suporta os custos do nosso apartamento porque o dano foi na parte comum. E o nosso seguro diz que e seguro do condomínio que devia suportar as despesas… O nosso seguro diz que só comparticipa 10% das despesas que são ainda consideráveis. Agradeço que me deixe a sua opinião. Muito obrigada.

    • Boa tarde Estela

      O seguro do condomínio não deve ter a cobertura de Responsabilidade Civil Cruzada. Caso tivesse, o problema estaria resolvido.
      O seguro da sua fracção apenas assume a quota-parte das zonas comuns.
      O seguro do condomínio assumirá os danos nas zonas comuns.
      As restantes apólices individuais do prédio terão que ser accionadas para a estela receber o montante em falta.

  77. Boa tarde.
    Um condominio tem seguro multiriscos mas não abrange todas as fracções, algumas têm seguro particular.
    Um sinistro resultado do rebentamento de uma cano da banheira num fracção segura pela apólice comum, foi participado à seguradora pelo condomínio e esta indemnizou pelos danos no próprio apartamento (obras) e ainda pela responsabilidade civil o apartamento de baixo pelos danos dali também resultantes. A quem deve ser imputada a franquia?
    Desde já Obrigada.

  78. boa noite em primeiro lugar quero dar-lhe os parabens pelo site.
    queria colocar-lhe uma questão:
    na casa de banho do meu apartamento 1ºandar apareceu o tecto a com humidade,o vezinho do2ºandar não quer assumir o problema,uma vez que a cercade tês meses houve uma inundação no 3ºandar. o que devo fazer?

  79. Boa noite gostaria da sua ajuda para uma situacao: vivo num predio construido ha 8 anos e um dos condóminos do ultimo andar queixa se ha alguns anos ( desde ainda da altura em que o predio estava na garantia) de infiltracoes numa divisao de sua casa. Agora insiste que tem de ser resolvido e que o condominio tem de suportar. Se pedirmos um parecer tecnico na camara e se se provar ser defeito construcao quem tem de pagar? Obrigada

  80. Boa tarde Pedro, tivemos ontem uma inundação na nossa casa, provocada pela falta de agua em que as torneiras foram deixadas abertas. Temos seguro na allianz proveniente da aquisição do imóvel. O que fazer?
    Obrigada

  81. Bom dia e Parabéns pela excelente iniciativa de desmistificar estas letrinhas pequeninas dos nossos contratos de seguros, que nos deixam de cabelos em pé .

    Na minha casa, nunca ocorreram infiltrações pela cobertura, sempre faço a manutenção com limpeza de caleiras e substituição de alguma telha partida.
    no entanto numa chuvada fortissima no inicio de outubro, o telhado da forma operacional que se encontra e sempre cumpriu com o seu dever, deixou-se vencer, pela enorme quantidade de agua que subitamente caiu, pelas dobras nas caleiras que foram insuficientes para conter aquela precitação exagerada em tão pouco espaço de tempo.
    Agora apesar de no contrato dizer que esta coberto o dano por tempestades, a seguradora aponta a prevista exclusao das infiltrações pela cobertura

    Pergunto: o que tipifica a tempestade? existe algum valor de precipitação a partir do qual se possa considerar tempestade em vez de chuvada ?

    É necessario ir tudo pelos ares, tipo ciclone, com carros a voarem e telhados nos ceus, onde nao fique uma unica telha , e só aí se verifica?

    No meu entender, se a casa tem 30 anos, o seguro pelo menos 20, nunca choveu no interior, inclusive um profissional da construção subiu ao telhado e constatou que a manutenção fora a indicada e não havia nada que justificasse a infiltração a nao ser a intensidade da chuvada verificada, ajudada por ventos que fez transbordar a agua para além dos limites das caleiras..porque que é que nao se considera danos provocados por tempestade.?
    na cobertura fala em tempestade e nao ciclone ou tsunami, ou outra catastrofe do genero.
    a tempestade nao sao chuvas intensas acompanhadas de ventos fortes?

    agradeço desde já a sua atenção.

    MSoares

  82. Caro Pedro desde ja quero felicite lo pela excelente publicaçao. Gostaria de colocar uma questao que talvez me consiga ajudar, este verao a parede por cima da parede mesmo na junção ao tecto comecou a ficar com bolor e preto. Mais tarde ja a meio do verao e com temperaturas a rondar os 40 graus notei que escorria agua ,pouquissima mas mesmo assim dava para notar, o que acho muito estranho. sera algum tubo que rebentou ou esteja danificado?o Seguro cobrara as despesas?
    Obrigado, cumprimentos

  83. Bom dia,
    Depois de ler os vários depoimentos aqui referidos, gostaria que me respondesse às seguintes questões:
    -Os seguros das fracções até que ponto cobrem as responsabilidades civis de possíveis quedas de pessoas residentes ou não nas partes comuns do prédio? Será que temos que ter um seguro do condomínio para o efeito? E quanto às prumadas de água, electricidade, gás a situação será a mesma?
    -Temos um condómino cuja fracção tem 65m2 e um armazém com 228m2, este condómino entregou uma apólice a administração onde consta que a área segura é de 140m2(por defeito não estão cobertos 153m2), já sugerimos ao condómino a alteração da apólice e este nada fez. Como devemos actuar?
    -Neste momento temos um problema, julgamos que a sua origem seja no “esgoto do prédio”, solicitámos ao condómino que vive na fracção por cima do sucedido que accionasse o seu seguro para o perito poder avaliar a situação, sendo que o condómino se recusou a acionar o seguro, perguntamos como é que podemos ultrapassar a situação? A administração dado que tem cópia da apólice do seguro deste condómino pode tomar alguma atitude directa no assunto?
    Cumprimentos,
    António Pereira

    • Caro António Pereira

      Respostas:
      -Os seguros das fracções até que ponto cobrem as responsabilidades civis de possíveis quedas de pessoas residentes ou não nas partes comuns do prédio? Será que temos que ter um seguro do condomínio para o efeito?
      Funciona seguro de acidentes pessoais de cada residente. Caso seja uma pessoa de fora e se o acidente foi originado pela manutenção no condominio, por exemplo (limpezas), funciona a responsabilidade civil do seguro do condominio

      E quanto às prumadas de água, electricidade, gás a situação será a mesma?
      Seguro multirisco condominio desde que a cobertura de Responsabilidade Civil Cruzada esteja contratada

      -Temos um condómino cuja fracção tem 65m2 e um armazém com 228m2, este condómino entregou uma apólice a administração onde consta que a área segura é de 140m2(por defeito não estão cobertos 153m2), já sugerimos ao condómino a alteração da apólice e este nada fez. Como devemos actuar?
      Envie uma carta registada com aviso de recepção ao condómino a exigir a alteração e caso não o faça, será o condómino responsável pela quota parte de eventuais prejuizos

      -Neste momento temos um problema, julgamos que a sua origem seja no “esgoto do prédio”, solicitámos ao condómino que vive na fracção por cima do sucedido que accionasse o seu seguro para o perito poder avaliar a situação, sendo que o condómino se recusou a acionar o seguro, perguntamos como é que podemos ultrapassar a situação? A administração dado que tem cópia da apólice do seguro deste condómino pode tomar alguma atitude directa no assunto?
      Pode sim. Participe à seguradora.

  84. Boa tarde Sr. Pedro

    Tenho um apartamento no último andar e estou impossibilitada de o alugar porque há uma infiltração da cobertura, parte comum, já havia comunicado o condomínio tive de estar sempre a telefonar e pressionar o condomínio e a empresa que fez obras(a cobertura foi sujeita a obras, pois havia sinais de humidade nas habitações, depois das obras terem finalizado e quando vieram as chuvas comecei a ter no meu quarto grandes infiltrações de àgua, chovia no quarto) andei sempre a pressionar durante 9 meses, pois tive mais de 6 pessoas interessadas no apartamento para alugar e não pude fazê-lo devido à demora da resolução do problema. até que disseram-me que já haviam arranjado..agora que vieram novas chuvas o problema persiste, continua a chover no quarto e tenho outra pessoa interessada para alugar.
    O que venho perguntar é como fui lesada várias vezes pela impossibilidade de alugar o apartamento devido à demora do concerto e agora me encontro na mesma situação se por LEI eu posso exigir o montante de aluguer ao condomínio por este não arranjado a infiltração e agora estar a demorar outra vez?obrigada pelo tempo despendido e aguardo uma resposta da sua parte, para o meu e-mail.
    Atentamente, Janne Gomes

  85. Olá, felicito pelo blog.Resido numa vivenda há cerca de 4 anos. a sala tem lareira com recuperador de calor.No inicio do mês reparei ferrugem no recuperador, tanto na parte interna e externa e contatei a empresa para denunciar defeito, mas negaram por ser infiltração da chaminé. Contactei um empreiteiro que diz que foram as chuvadas intensas desta primavera e os graves choques térmicos que causaram fissuras na chaminé e causou todo o dano.Será que posso participar a seguradora,poderá ser incluido em tempestades???

  86. Obrigada :)
    Melhor para esclarecer as nossas dúvidas
    é impossivel :)

  87. Ainda não disseram que iam falar com o condominio pois ele tem que acionar o seguro…Mas como se o condominio nos diz que não tem seguro????:(

  88. Se havia nem eu sei, pois fui apenas alertada quando regressei de férias. Nós accionamos o nosso seguro mas o condomínio não accionou o dele porque não tem.

  89. Boa noite Pedro,
    Vivo num prédio a casa é comprada e recentemente fui de férias e o condomínio nesse mesmo dia de tarde veio cá e desligou-me a água e não me informou de tal situação. Quando regressamos ao fim de 5dias é que fomos informados pelo sucedido, dizendo que o fizeram porque a infiltração tinha estragado as portadas da área comum do prédio e que a situação já vinha de á muito tempo atrás. Sobre quem cai a responsabilidade?quem tem que pagar nós ou o condomínio que não nos alertou da situação?deixando a situação se agravar?

    • Boa tarde Paula

      Não posso tecer comentários porque não sei o que se passou. Já havia infiltrações? Onde é que as havia? Porque é que não se accionou o seguro quando se detectou infiltrações possivelmente derivadas de um cano estragado?

  90. olá bom dia
    Em primeiro lugar gostaria de exprimir o meu profundo agradecimento por se disponibilizar a ajudar e esclarecer terceiros. Assim gostaria de solicitar, se possível o seu contributo face à seguinte questão: Na passada 6ªfeira ao chegar a casa encontrei uma situação bastante penosa. A habitação encontrava-se completamente inundada face a danos causados por água. Posteriormente constatei que a água era proveniente da cozinha, sendo que o taco que foi colocado provisoriamente no local onde mais tarde irá ser colocada a torneira que fornecerá água para a maquina de lavar roupa partiu. Logicamente que para além dos danos em mobílias tenho o chão flutuante completamente danificado. Assim gostaria de saber se os seguros multiriscos abrangem os danos causados por este tipo de situação uma vez que me têm, mencionado que pelo facto de a situação ser originada pelo tal taco não será contemplada.
    Agradeço desde já a atenção dispensada, com os meus melhores cumprimentos

    • Boa tarde Susana

      Muito complicado dar uma resposta exacta. O taco estaria defeituoso? Qual a causa? Porque é que partiu?
      Aconselho que participe à seguradora. Não deite o taco partido fora. É crucial para a resolução do sinistro.
      Cumprimentos
      Pedro Monteiro

  91. Caro Pedro,Boa noite
    Tenho seguido o seu (excelente) trabalho e a saudável partilha de conhecimentos nesta área. Venho apelar à sua colaboração, caso lhe seja possível, em tentar esclarecer-me a seguinte situação:
    Os meus pais já de idade avançada foram há dias alertados pela administração do condominio do predio onde habitam, que o vizinho do andar abaixo estavam a ter humidades na casa de banho. Chegou-se à conclusão que teria de ser verificada se havia alguma fuga na canalização no andar dos meus pais. Chegou-se à conclusão da existência de uma fissura na canalização logo abaixo da banheira do wc. A administração accionou o seguro tendo havido a respectiva vistoria por parte do perito da seguradora. Entretanto a pequena rotura teve a consequência nos tacos do quarto terem levantado… conclusão: foi efectuado um orçamento de 680 euros onde incluia o arranjo da infiltração , sifão etc, e reparação dos danos provocados no quarto. O vizinho de baixo não reclamou nada porque referiu que a humidade entretanto secou. A seguradora indemnizou o valor acima , menos 250eur de franquia previsto na apolice SEGURO DE CONDOMINIO que a administração refere que os meus pais têm de pagar, para ser possível a liquidação ao prestador de serviço. A MINHA QUESTÃO É: Tratando-se de seguro de condominio e tendo em conta o exposto, o valor da franquia é da responsabilidade do respetivo condominio ou do proprietário da fração? (sabendo que se tratou de um incidente/rotura não tendo havido qualquer responsabilidade nem negligência por parte dos mesmos). Fico-lhe muito grato pela disponibilidade e orientação que me possa dar ao tema. Um abraço e parabéns pelo seu profissionalismo.

    • Boa noite Rui

      Os seus Pais têm que assumir a franquia na totalidade, pois os outros condóminos não têm culpa num sinistro que envolveu a fracção dos seus Pais e do vizinho que sofreu o dano.
      Mas deve ser o condominio a pagar a franquia e só depois esse montante deve ser cobrado aos seus Pais pela administração do condomínio.

  92. Boa tarde,
    Solicito a sua colaboração para me elucidar:
    o vizinho de baixo queixou-se de infiltrações no teto e armário da cozinha.
    Accionei o seguro que me pede que faça a pesquisa para saber a origem da infiltração. Existe a hipótese de uma empresa fazer essa pesquisa não destrutiva tendo o respetivo encargo. Caso contrário, terão que efetuar uma pesquisa destrutiva não sabendo se será do meu apartamento ou de zona comum. Entretanto, o condomínio liga-me a dizer que o apartamento debaixo, ao lado, também tem infiltrações no teto. Pareceu-me estar a empurrar a situação para mim, não tendo falado com o vizinho do lado.
    Questões:
    - O apartamento do lado do meu não terá, também, que acionar o seguro?
    - Ou tenho que ser eu a acionar unicamente, assumindo os estragos de todos?
    - O que devo fazer?
    - Que encargos terei, além da franquia que sei infelizmente ter?
    Obrigada.

    • Boa noite Madalena

      Faça a pesquisa e apresente o relatório (elaborado por quem faz a pesquisa) em que conste a origem e a causa do sinistro e as consequências. Junte orçamento e fotos e mande para a seguradora.
      Estando o sinistro enquadrado na apólice (danos por água na sua habitação e responsabilidade civil perante terceiros), a seguradora pagará os danos deduzindo a franquia a aplicar na cobertura de Danos por Água.
      O seu único encargo será a franquia, à partida.

  93. António Faustino

    Exmos Senhores,

    Solicito a v colaboração na seguinte questão:
    Desde o inicio do Inverno passado, o tecto do meu apartamento começou a ficar manchado, estando neste momento cheio de bolor ( trata-se de T3). O inquilino desse apartamento denunciou o contrato de arrendamento dado o apartamento não estaria habitável.
    Acionei o seguro MRH do condomínio, que procedeu à análise e concluiu que deverá existir uma infiltração na fachada do prédio e que dessa forma o seguro não cobre. O perito considera a existência de “fendas e fissuras de dimensão considerável, permitindo as infiltrações das águas pluviais”.
    Desta forma, como poderei contestar, e se poderei, o parecer do perito e pressionar a seguradora no sentido da reparação das fissuras da fachada e pintura do meu apartamento?
    Grato pela atenção,

    • Boa tarde António Faustino

      Não vai ter sucesso, porque se as infiltrações se deveram a fissuras nas paredes, tal tem a haver com a falta de manutenção do prédio ou defeito inicial de construção. São exclusões dos seguros e vai encontrá-las nas condições gerais do seu seguro multirisco nas exclusões gerais e nas específicas de tempestades, inundações e danos por água.

  94. Boa tarde.

    No prédio onde moro apareceu agua na parede de um dos andares e desceu já para outros andares. Existe a grande possibilidade de ruptura de um cano. o prédio tem seguro.

    Gostaria de saber se o seguro irá cobrir e como devemos proceder para o activar.

    o interior das casas afectadas será incluído?

    Obrigado

  95. Sr. Pedro Monteiro,
    Parabéns pelo site – é um louvável serviço que presta à comunidade.
    Se possível, agradeço que comente a seguinte situação:
    1. O proprietário do 2º Esq queixou-se ao proprietário do 3º Esq que tinha uma infiltração de água no seu teto
    2. O proprietário do 3º Esq comunicou à sua seguradora que indicou que iniciasse a pesquisa
    3. Durante a pesquisa detetou-se que a origem do problema estava no 3º Dir (paredes meias)
    4. A seguradora do 3º Dir assumiu as reparações em todos os lesados mas recusou-se a assumir a pesquisa e reparação no 3º Esq, justificando que não foi ela que indicou que fizesse a pesquisa. A seguradora do 3º Esq diz que não assume a pesquisa porque posteriormente detetou-se que a origem do problema estava noutra fração.
    Posto isto, qual a seguradora que deve assumir a pesquisa efetuada no 3º Esq e respetiva reposição?
    Ambas as apólices (do 3º Esq e Dir) incluem cobertura para Pesquisa e Reposição por Avarias.
    Antecipadamente grato pelo esclarecimento.
    Melhores cumprimentos.
    José

  96. Bom dia,
    Se possível queria o esclarecimento seguinte:
    Quando existe uma ruptura de canalização ainda de chumbo, a reparação da mesma está excluída do seguro de habitação?

    • Boa tarde Mafalda

      Em princípio não, mas convém ler as exclusões específicas da cobertura de danos por água nas condições gerais da sua apolice.
      Procure no índice a cláusula de Danos por Água e é só ler o que cobre e o que está excluído.

  97. Bom dia Sr. Pedro Monteiro,
    Parabéns pelo site.
    Se possivel queria um esclarecimento do seguinte:
    Rebentou-me em casa o cano de água que fornece o esquentador, que levou à avaria do mesmo e necessidade de substituição.
    Como devo participar à companhia de seguros?
    Serei indeminizado pelo conserto do cano e substituição do esquentador?

  98. Boa noite Pedro!
    Tenho um crédito à habitação desde 2002, sendo que pagava inicialmnete de seguro vida 8 euros mais 7 para o seguro de edifício(corrija-me se não estiver a dizer correcto). Só lhe queria colocar esta questão: Após 10 anos de pagamentos e amortizações o valor em dívida que era de início 55.000 € está actualmente em 15.000 €, pagando agora 2 euros para o seguro vida e 9 euros do edifício. Está correcta esta proporção ou a parte edifício também deveria ter baixado?
    Cumprimentos e obrigado.
    Armando

    • Bom dia Sr. Armando

      O seguro de vida é actualizado com bae na idade e no capital em dívida. A tendência é para baixar.
      O seguro do imovel é actualizado com base no valor de reconstrução do imóvel (Indice de Edificios do Instituto de Seguros de Portugal). Valor esse que pode subir ou descer ao longo dos anos.

  99. Antes de mais os meus parabéns por esta louvável e útil iniciativa em prol da comunidade.

    Gostaria se possível, que me informasse se um seguro multiriscos condominio, cobre a reparação de uma ruptura de um cano que pese embora na zona comum, e da responsabilidade do condómino que e aderente (após o contador que esta na escada). Não me refiro a danos pois não há danos causados pela queda de agua, contudo foi necessário abrir a parede e reparar o cano. Sendo coberto a reparação de um cano pertencente a um condómino, a percentagem dos não aderentes e-lhes imputável de acordo com as suas permilagens?

  100. Uma duvida… uma vez que se trata de area comum (terraço ) não fica a despesa a cargo do Condominio ?

  101. Boa Noite Sr Pedro Monteiro.

    Desde já o felicito pela, a meu ver, grande ideia de criar um blog de duvidas para este tipo de danos.

    Como tal, estou a contata-lo devido a um problema que ocorreu umas noites atrás (29 de Março).
    Como sempre fiz (devido ao plano bi-horario), por volta das 22h coloquei a maquina de lavar louça a trabalhar, após um pouco de televisão, deitei-me(Deixa a maquina a trabalhar, como normal, ela termina o programa de lavagem e deixa de trabalhar).
    No dia seguinte levantei-me e ao chegar a meio do corredor senti o chão molhado (parket/flutuante) , liguei a luz e deparo-me com uma pequena inundação. Limpei tudo e tentei procurar a causa. Ao chagar ao escoamento das aguas da maquina da louça reparei que viria de lá o problema. Terminei toda a limpeza e inativei a maquina.
    Hoje, em conversa com um familiar, ele alertou-me para a possibilidade de acionar o seguro multi-riscos.
    Então pesquisei na net sobre o assunto e encontrei o seu blog.
    Agradeço desde já a sua ajuda e aguardarei a sua resposta, e após ela, contatarei ou não a minha seguradora.

    Muito Obrigado, João Costa.

  102. Então quer dizer que se a tempestade de Janeiro danificou a cobertura do meu terraço, sendo que só agora é que a água chegou há minha habitação, posso accionar o seguro?

  103. Boa tarde,

    Desculpe a minha ignorancia no assunto mas precisava da sua ajuda. Havendo uma infiltração originária numa àrea comum ( terraço ) o seguro de condominio não cobre esta situação? Pelo que vejo infiltrações estão excluidas no campo referente a danos por àgua.

    Caso tenha percebido +/- bem, sabe-me indicar se há algum seguro que cubra estas infiltrações?

    Obrigado

  104. Boas, antes de mais, Parabens… um site para esclarecer duvidas que nem os bancos conseguem esclarecer. Entao é o seguinte, pelo que li aqui, o problema que vou falar, pelos vistos nao é coberto, mas vamos lá ver. Moro num res-do-chao, á 6 anos e as minhas paredes têm umas manchas que ja me disseram que era devido a humidade e a tinta nao ser anti-fungica (acho que é assim que se diz), por minha conta, mandei por massas e pintar o meu quarto, porque semanas antes teve um mestre da construtora e colocou massa que passado 1 semana caiu devido a parede humida e rachas no exterior da parede. e agora, comecou a aparecer “bolor” ao pé dos rodapes e os mesmos estao a ficar “podres” isso é coberto pelo seguro? a tinta a descascar da parede, está excluido? :roll:
    Agradecida pela sua atencao

  105. Caro Pedro,
    O meu apartamento, único de 6 que tem problemas de humidade há varios anos! Fez-se as obras de conservação exterior do prédio e informaram-nos que havia ali um defeito que fazia com que passasse humidade para aquele quarto. Aparece humidade sempre junto ao tecto e na parede meia com o wc, que está sempre cheio de humidade. Agora aparece-me humidade tambem dentro do roupeiro que faz parede meia com o chuveiro do wc. Nas outras divisões nunca tive qualquer humidade. A casa ja tem 30 anos, mas está restaurada e conservada. A questão é que não sei se valerá a pena accionar o seguro multiriscos. Não sei se me estou a explicar bem, mas agradeço a sua ajuda. Muito obrigado

  106. Caro Pedro.
    Agradecia que me ajudasse.
    Vivo num prédio em que no ultimo andar a vizinha queixa-se quando chove entra agua para o seu apartamento. Agradecia que me disse-se se o seguro multi riscos de cada condómino pode ser accionado . Se sim. Como é feita a peritagem? Vem um perito de cada seguradora? Qual a melhor forma de resolver esta situação?
    Obrigado

    • Boa noite Carlos
      Se não têm seguro de condominio, o melhor é começar por accionar a apólice da fracção afectada para ser peritada. De acordo com o que o perito disser, poderão ter que ser accionadas todas as apolices do prédio se o dano tiver origem em zona comum.
      Se tiver seguro de condominio para zonas comuns, basta accionar este e o da fracção afectada.
      O melhor será pensarem em terem seguro de condominio para o prédio todo. É mais barato do que o das fracções individuais e basta accionar apenas uma apolice em caso de sinistro.
      Na nossa correctora fazemos este seguro. Envie mail com os elementos do prédio para pedro.monteiro@accive.pt caso desejem uma proposta.

  107. Caro Pedro.

    Parabéns pelo blog, é muito util.

    Agradecía que me ajudasse, num tema.
    Tenho uma vivenda, onde tem telhado preto, com pouca inclinação. A água entra pelo telhado, e por sua vez infiltra nos tectos que são de madeira, e pinga em várias divisõs da moradia.
    Queria saber se existe alguma cobertura nos seguros multirisco, que cubra esta situação.

    Obrigado, desde já.

    • Cara Susana

      Obrigado pela atenção.
      Da forma como descreve, estamos a falar de infiltrações devido a defeito de construção, pelo que é uma exclusão de todo e qualquer seguro multirisco (Habitações Condominios e empresas)

  108. Caro Pedro,

    Antes de mais quero-o felicitar pelo excelente blog que aqui apresenta, sendo na minha opinião, um verdadeiro serviço público que nos presta!
    A minha questão que gostaria, se possível, que me esclarecesse, era a seguinte:
    Apareceu-me humidade na parte de baixo da parede do meu hall de entrada e o rodape de madeira esta tb a descolar. Na agência dissera-me para chamar um picheleiro para estancar o problema e para este apresentar um orçamento descritivo para depois mandar para a seguradora. Sendo q o problema era fuga de água da banheira do wc que faz parede com o hall, penso que a ir o perito agora averiguar a situação, que terei de pagar a franquia além de, quase de certeza, a seguradora não aceitar responsabilizar-se pelos danos. Além disso, reparei ontem que o chão no hall está a levantar tb. O que posso fazer nesta situação?Será que estou “condenado” a ter de pagar todos estes arranjos?
    Obrigado desde já pela atenção.

    • Caro Nuno

      Obrigado pelas suas palavras iniciais.
      Se a fuga de água deriva de uma infiltração da banheira para a parede do hall, isso significa que provavelmente haverá defeito na construção e a seguradora não pagará. Só um perito é que pode diagnosticar.
      Se leu o artigo, ficou a saber que há danos causados por água que estão excluídos.
      Se fosse um cano rebentado e danificasse a sua banheira e parede do hall, aí não haveria problema.
      Quanto à franquia, tem a haver com o seguro que adquiriu. A grande maioria dos meus clientes não tem franquia em Danos por água nas habitações.

  109. Caro Pedro,
    Obrigado pelas tuas preciosas informações. Tive há uns anos atrás um problema, por defeito da tubagem de um dos WC cá de casa, e sei o quanto é precioso ter uma apólice que cubra este tipo de sinistro…

Deixar Comentário

E-


[ Ctrl + Enter ]

Current ye@r *