Como segurar Veículos em garagem

Sabia que, mesmo que tenha a cobertura de Incêndio no seu seguro automóvel, esta não funciona no caso de a sua viatura estar no lugar de garagem ou garagem da sua habitação?

Como é que pode dar a volta a esta situação?

Subscrevendo a cobertura Veículos em Garagem no seguro multirisco habitação.

Para subscrever esta cobertura necessita de segurar o recheio da habitação.

Que veículos estão abrangidos nesta cobertura?

Automóveis e reboques, motas, embarcações, atrelados da propriedade da pessoa segura ou seu agregado familiar.

Como garantir a sua cobertura?

Informe a seguradora de que tem garagem e que nela guarda o automóvel. Envie o livrete para a seguradora e a relação dos extras do automóvel que não sejam de origem. Quanto ao valor, veja a seguir.

Que valor segurar?

O valor de mercado do automóvel à data da subscrição do seguro e os seus extras. O mesmo raciocínio se aplica a outros veículos seguráveis conforme mencionado acima.

Que coberturas estão abrangidas?

As que se aplicam ao recheio da habitação.

E em caso de sinistro?

A seguradora irá pedir cópia da apólice de seguro obrigatória (seguro automóvel, seguro embarcação de recreio), pelo que não se esqueça de ter o seguro em dia.

O valor a indemnizar será o valor da viatura ou embarcação à data do sinistro e é aplicada uma franquia sobre o prejuízo indemnizável.

Comente e acompanhe o nosso blog no Facebook.

Cordiais Saudações

Pedro Monteiro

Deixe um Comentário

9 Comentários.

  1. Boa tarde. Em caso de curto circuito num automóvel numa fração autónoma de parqueamento, cujo incêndio danifique as viaturas vizinhas, as partes privativas e comuns, qual o seguro que será responsável? O seguro do automóvel que entrou em curto circuito ou o seguro daquela fração autónoma de parqueamento? Cumprimentos.

  2. Boa tarde Pedro,

    Resido num condomínio em propriedade horizontal com garagem, em que nesta existe as partes comuns e as partes individuais para estacionamento de veículos.
    Tenho 2 veículos automóveis no meu espaço de garagem individual (carro e mota) dos quais ambos tem seguro, no entanto encontra-se em discussão no condomínio se, em caso de sinistro, a seguradora pode se recusar a indemnizar devido a no mesmo espaço se encontrar estacionado 2 veículos, quando o espaço supostamente seria apenas para 1 veiculo.

    O Código Civil nada diz referente a esta situação nomeadamente no Artº 1422. A lei impõe que o uso da garagem não implique prejuízo à segurança dos demais condóminos. O uso da moto na garagem deve obedecer a essa condição, ou seja, se o uso não interferir na utilização das vagas contíguas e não atrapalhar as áreas de acesso e circulação do prédio, não há problema em colocar dois veículos. Pelo que eu vi, parece ser esse o sentido da jurisprudência sobre o tema.

    Assim, questiono:

    Em caso de sinistro a companhia de seguros do edifício (Edifícios em propriedade horizontal)pode se recusar a indemnizar o condómino que tenha mais que 1 veiculo no mesmo espaço de garagem?

    Pode esta também se recusar a indemnizar os restantes condóminos por um deles ter 2 veículos no seu espaço individual?

    É possível darem esta informação, ou encaminharem a quem possa a prestar?

    Sem mais, com os mais respeitosos cumprimentos,

    Fernando Jorge

    • Boa tarde, Sr. Fernando Jorge

      A questão que coloca continua a ser debatida, ainda sem unanimidade, pelos tribunais. Nestes casos, a questão que se coloca é que os condomínios (tomadores do seguro) têm obrigação de declarar à seguradora todas as circunstâncias que conheçam e que devam ter por significativas para a apreciação do risco, e dos eventuais encargos de um sinistro, pela seguradora. Assim, se por exemplo o condomínio declara inicialmente 50 lugares de garagem, e depois se concluir que existem mais de 50 veículos, a seguradora pode alegar que todo e qualquer veículo adicional representa um risco acrescido aos termos do seguro, e deveria implicar um possível agravamento do prémio.

      Ou seja, quaisquer informações que o tomador ou o segurado conheçam e que possam influenciar a decisão do segurador (quer no que se refere à aceitação do contrato quer no que respeita ao possível agravamento do prémio) têm de ser fornecidas.

      Para não correrem riscos, o meu conselho é que o condomínio remeta de imediato um ofícios escrito à seguradora, com a menção que há “X” lugares de garagem com mais do que um veículo (seja automóvel, motociclo ou uma mera bicicleta, desde que tenha valor relevante deverá ser comunicado.

      Cumprimentos
      José Ribeiro Teixeira

      PS: nos termos protocolados com o blog, após esta resposta tem direito a uma reunião grátis, caso pretenda exibir documentos ou obter informação adicional.

      visite http://www.ribeiroteixeira.pt

  3. Boas Pedro,
    Em caso de incêndio numa garagem de um prédio privado (lugares de estacionamento) se existirem bens acondicionados, nesses lugares, o seguro cobre?

  4. Boa tarde Pedro

    Quero aproveitar para felicita-lo pela iniciativa de criar este blog e de tornar o mundo dos seguros mais transparente.

    Obrigado

Deixe um Comentário


NOTA - Você pode usar estesHTML Tags e atributos:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>